MAKE IT OR BREAK IT – Loves me, loves me not (1×15)

E finalmente os envolvimentos amorosos de Make it or break it me interessaram. Sempre me foquei mais no lado do esporte da série, mas não é que agora os romances andam a todo vapor e empolgando? Parece que os roteiristas acertaram a química entre certos personagens e finalmente nos fizeram torcer por alguns. Tudo bem que houveram rompimentos, partidas (de 2 casais pelos quais eu torcia muito), mas pelo menos em 1 deles não aconteceu a traição que eu tanto temia. Na verdade tudo funcionou de forma bem real e convincente em “Loves me, Loves me Not” –  episódio do dia dos namorados. Outro ponto forte da série a ser destacado,  é a sua trilha sonora e eu preciso dar mais créditos a série, deixar o preconceito de lado e valorizar mais algo que até aqui, tem sido muito bom.

Primeiro vamos as acertadas dos roteiristas ao aproximar 2 casais. O pai de Lauren e a mãe de Emily, honestamente eu nem se quer havia pensando em ambos juntos, mas não é que funciona e muito bem? E o outro casal que eu achei uma química enorme e foi declarado nesse episódio foi Summer e Sasha, uau e que química porque ficam ótimos juntos. A meu ver, 2 grandes acertos da série.

Mas agora vamos aos dramas teens. Lauren, uma cobra. Primeiro ficou jogando Kaylie nos braços de Nicky, depois envenenou a cabeça de Paysson contra Nicky (dizendo que Nicky e Kaylie estavam afim um do outro) e por fim continua infernizando Carter fazendo o mesmo joguinho que fez com Paysson. Porem com Carter ela tenta dar em cima, ser prestativa, fazer tudo para e por ele mas no fundo ela faz querendo algo em troca e nada funciona bem desse jeito. Ou seja, Lauren pode até ter boa intenção em algumas atitudes, as vezes ate sinto pena dela e chego a torcer para que role algo definitivo com Carter, mas após ver tantas más atitudes, tanto egoísmo e tanta manipulação de sentimentos alheios, honestamente nesse episódio eu queria muito que ela se ferrasse. Com uma amizade dessas quem precisa de inimigos? Aliás Kaylie que anda extremamente chatinha, tem me convencido de que Lauren realmente merece as alfinetadas que ela tem dado.

Emily viveu algo bem complicado com Damon. E isso é uma pena. O cara some, não liga, não avisa, volta de LA sem contrato algum e vai preso. Pra piorar esconde tudo isso dela e pede ajuda a Razor (que nesse episódio fez um agradinho no público e ganhou certa torcida devido a canção que tocou). Ou seja, Damon não cumpriu o pacto que fez com Emily, de não mentir mais para ela. Porem, ela compara-lo aos namorados da mãe foi uma infeliz atitude (mas compreensível já que é a imagem que ela criou com o tempo e ficou impregnada em sua mente). Só acho uma pena Damon que vinha sendo tão legal falhar dessa forma. Ele não querer contar a ela, é compreensível já que ele quer parecer vitorioso para ela, mas entendo perfeitamente o lado dela. Não há relação que resista a mentiras e omissões, uma vez quebrada a confiança é difícil retomar algo. Agora só acho que a série exagerou em colocar 2 ou 3 homens como pretendentes a ela, primeiro o irmão de Kaylie, agora Damon e Razor.

E cheguei no que eu mais estava preocupado e interessado no episódio – Nicky e Paysson. Como eu torci por esse casal, e olhem que nem chegou a existir um casal. Nunca gostei do clima entre Kaylie e Nicky, e de fato Lauren estava certa, estava rolando um clima entre os 2. Porem a serie foi perfeita ao não permitir isso e ainda deu a Kaylie duas boas atitudes, a primeira de não ficar com ele devido a amizade com Paysson e a segunda foi ela agradecer Nicky por ele dar a ela a chance de se interessar por alguém depois de Carter. E isso é real. É bom você voltar a abrir seu coração a alguém. Mesmo não rolando nada entre os 2 e eu não gostando da serie ter criado tal situação para ambos, gostei do resultado final, foi funcional. Só senti por isso tudo ter atrapalhado Nicky com Paysson e faltou uma cena entre os dois esclarecendo tudo e falando de seus sentimentos. A cena do carro, após Paysson ver o clima entre ele e Kaylie que Lauren mencionou, foi uma balde de água fria já que ela admite a ele ter conhecido outro rapaz e Nicky com um presentinho de dia dos namorados, acaba por desistir de Paysson de vez. Triste. Não era o que eu esperava. Por sorte a série não piorou as coisas e não deixou rolar nada entre Paysson e o rapaz do colégio dela, de quebra, deu a ela uma amiga que a fez o mundo de outra forma, porque foi uma bela cena entre Paysson e Heather (a nova amiga dela do colégio).

Episódio focado em relacionamentos, uns começando, outros terminando. Mas sem dúvida ao menos pra mim foi bom, o estrago poderia ter sido maior e eles conseguiram salvar algumas coisas. Nicky está indo embora para Denver e ao menos o episódio menciona que ele ligou a Paysson contando isso e do que rolou ou não rolou com Kaylie. E talvez a principal noticia do episódio, foi o aparecimento de um tratamento que possa trazer Paysson de volta a ginástica. Que vida hein, agora que ela aceitou o fim do esporte em sua vida, e estava disposta a descobrir outras paixões, a vida pode trazer de volta o que ela nunca deixou de amar e querer.

Explore posts in the same categories: Make It Or Break It

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: