GLEE – DREAM ON [1X19]

Dream on. Sonho, sonhos… Bela palavra.. Serve para trazer expectativas, as vezes desiluções, mas também traz algo chamado luta, força e movimenta a vida. Nem sempre um sonho é realmente o seu caminho, nem sempre é o ideal para você. Porque as vezes a vida te mostra outros caminhos, que geram novos sonhos e faz você ver que aquele grande sonho de outrora não era tudo isso. Seja como for, talvez os maiores sonhos, estejam na realização das coisas mais simples, porque são delas que se fazem um sonhador. “Coisas mais simples” não significam uma banalização do sonho ou que sejam fáceis de se conseguir. Andar é simples para você, para mim. Para o Artie não. Ter uma mãe é simples para você, para mim e Rachel, já não é. Portanto, nas objetividades e subjetividades da vida, cada sonho tem sua dimensão e grandiosidade na vida de cada pessoa. Foi mais ou menos isso que senti nesse 19º episódio de Glee.

Foi um episódio onde rimos pouco, talvez apenas nas poucas cenas de Sue. E falando delas, quando Sue menciona seu local secreto para ficar com o “loirinho-do-how-i-met-your-mother” foi divertidíssimo. A cena para ambos foi excepcional. Eu já sentia falta de Sue naquela altura do episódio. Mas o “loirinho-do-how-i-met-your-mother” foi totalmente coadjuvante e desnecessário na minha opinião. Ele me remeteu as velhas tramas cansativas de Will e sua frustração por não estar na Broadaway ou sei lá onde. E num episódio ter 2 “WillS” é demais para mim. Eu sei que ele serviu para dar o pontapé no assunto do episódio que eram “sonhos”, mas toda hora aparecendo um para acabar com o Glee acho que já cansou e solos de Will nessa altura da temporada também. Aliás alguém estava interessado no teste deles para a peça? Acho que não. Então a participação do “loirinho-do-how-i-met-your-mother” foi inútil.

Essa frustração do Will é algo real. Qualquer pessoa pode sentir isso. E é interessante ver como eram os sonhos do Will no colégio e como é sua vida agora, diferente do que ele sonhou. É válido tal tema na série, isso é real e acontece mas a forma desenvolvida é meio fraca, deixa Will chato e o tema relevante. Desqualifica um assunto que de fato é importante. Will acaba sendo aborrecente e cansativo. O ideal seria ele ver que ele venceu na vida. Se tornou professor e ser professor nos dias de hoje, não é tarefa fácil. Educar, passar bons valores quando o mundo distorce tudo não é fácil. Sue foi perfeita quando falou do papel de educar. E quando Will verá que entre o sonho adolescente e a realidade adulta, ele não esta tão longe de sua realização? Talvez a partir de agora ele comece a ver, quando faz o “sacrifício” em prol da permanência do Glee. E nem foi um sacrifício porque aquela peça não era nada demais. Mas sua atitude já mostra um certo crescimento de Will!

Rachel também me comoveu. A principio, toda o drama dela sobre a mãe estava meia cansativa e chata, ainda mais levando-se em conta algo tão forte e profundo como foram as cenas do Artie. E de longe na série, Rachel tem a trama mais fraca, mesmo sendo protagonista e ela é muito exagerada. Mas depois foi não é que a trama foi funcionando? Não pela Rachel e o medo dela em descobrir algo da mãe, pior ainda quando ela diz: “se minha mãe cantar pior ou bem melhor?”. Mas sim por Jessie e mãe dela. Eu estava suspeitando de Jessie desde o começo desse episódio, achando que ele estava armando para Rachel. Mas eis que vem a bonita revelação ou surpreendente. Shelby é a mãe dela. E pelo jeito Jessie entrou no Glee não para sabotar o grupo mas talvez apenas Shelby chegar a Rachel. Foi bem isso, bem executado. Ponto para a série.

E o melhor do episódio que ofuscou qualquer cena de Rachel e Will. Me refiro a Artie e Tina. Ou melhor Artie. O episódio todo ele lutando, buscando o sonho de voltar a andar, se apoiando em pesquisas e em diversas coisas que alimentassem tal sonho, até Emma quebrar docemente seu coração, foi simplesmente perfeito. Agora Emma como conselheira deu um belo de um fora. Mas voltando a Artie, a cena dele tentando a andar de muletas me arrepiou, a cena dele no shopping e a dança foi uma linda cena. Eu não pesquisei e não sei se aquilo foi real mas a cena soou como. Parecia gravado em algum shopping e que pegou todos de surpresa que passavam ali pelo shopping. Linda cena e ótima dança. Assim como o musical final com ele cantando, e Tina dançando e para ser mais “sofrido”, ela dança com Mike Chan, o melhor dançarino do grupo. Artie é um assunto muito profundo e delicado e a série acerta quando fala disso. O episódio pode não ter sido bom devido a Will, mas no resto emocionou e muito. E Quinn ao lado de Artie, parece que eu já estava vendo ela levar a mão a ele e daí aconteceu, Quinn evoluiu muito, o que não justifica uma cena onde Rachel fala mal dela nesse episódio.

Então sonhos são assim, para nós é simples andar, para Artie não. Mas ele quer essa “simplicidade” porque na vida dele não é tão simples realizar isso, por isso ainda é um sonho. E de fato, me emocionou muito. As cenas de Artie e Tina andando do lado do ônibus com a luz do sol cruzando os dois as vezes, foi uma perfeita fotografia, assim como a cena do carro de Shelby com chuva na janela. Não foi um episódio perfeito, tivemos assuntos chatos, mas o que é perfeito? Perfeito é sonhar, e curtir a realidade acreditando que o sonho vem logo depois. Go Artie, Go Tina. Nem Rachel, nem Will, nem HIMYM, Dream On foi apenas dos 2! Todas as cenas dele me prenderam, eu ficava olhando desligado da realidade, admirando. O olhar do Artie em cada cena, falou por qualquer palavra.

Explore posts in the same categories: Glee

Tags: , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: