UGLY BETTY – THE PAST PRESENTS THE FUTURE (4X19)

The Pasts Presents The Future, o 19º episódio dessa derradeira 4ª temporada final de Ugly Betty, o penúltimo dessa temporada nos brindou com momentos muito especiais e emocionantes. Lágrimas? Sim, não faltaram durante esse episódio, assim como muita emoção, quando você sabe que aquele amigo está indo embora, e você precisa se despedir dele, porém só não sabe como e cada minuto que você possa ter a mais, passa a importar mais. Essa foi mais a sensação nesse episódio de Betty. Um episódio que falou de amor, coragem, aceitação, amizade e união. E é interessante ao longo desses 4 anos perceber o quanto cada personagem cresceu e mudou. Betty, a feia, nunca foi feia, pois sempre foi tão linda internamente, dona de uma integridade, sempre soube lutar por seus sonhos, por sua realização profissional assim como a pessoal mas sempre de forma digna, passando um lindo exemplo de dignidade. A sua transformação numa bela mulher, mais bem vestida ou na sua aparência não se limita a imagem, mas sim a conteúdo, algo que ela sempre teve. Betty nunca precisou mudar quem ela realmente era, sua simplicidade, humildade, sua forma de encarar a vida, a forma como se doa e ajuda os outros, o coração lindo e enorme que tem, tudo isso, apenas se externou sua beleza interna, tomou proporções externas, e isso faz dela a mulher que se tornou hoje em dia. Linda, mas sem nunca perder sua essência, sem nunca deixar de ser quem é. E num mundo fútil onde big brothers imperam, onde beleza fala mais alto que caráter nós pudemos acompanhar durante 4 anos a transformação de Betty, uma transformação na verdade que nunca se transformou, pois ela nunca deixou de ser quem realmente é, e é isso que ela nos deixa, essa transformação interna em nós mesmos, essa lição de amizade para que também aprendamos a ser mais Betties, a lutar por nossos sonhos sem deixar para trás quem amamos e sem pisar em ninguém, vencer sim, mas olhando para trás e sentindo um orgulho humilde do belo caminho percorrido.

E o episódio foi corrido, muitas coisas, muitas tramas a serem solucionadas, mas mesmo em toda essa correria, muita emoção, muitos sorrisos, muitas cenas engraçadas assim como cenas emocionantes, que arrancaram lagrimas de todo mundo. O aperto na garganta, ao saber que o adeus é certo e breve, deixou esse episódio mais saboroso, mais especial e com o coração mais cheio de saudades. É a despedida de Ugly Betty, a vida encerrando seus ciclos para darem inícios a outros, pois á vida é um eterno aprendizado feita de um amontoado de momentos e em que muitos deles, podemos dizer, sou feliz, estou feliz.

Vamos ao episódio, Amanda divertida como sempre, largou a Mode e a cena que não vimos foi narrada por Mark, quando ela que a saída de Amanda foi dramática e tempestuosa e Amanda foi outra personagem que cresceu e mudou. Continuou divertida, debochada, pegando no pé de Betty mas se tornou amiga de Betty, e ela já dava sinais nessa temporada que queria uma relação séria e uma carreira. A viagem a Londres e ver o sucesso de Christina apenas foi o ponta pé que ela precisava para correr atrás disso. E nesse episódio ela já menciona que está indo atrás do seu sonho de ser estilista e conhece um tal de Spencer que poderá ajuda-la nisso. A principio quando Spencer aparece eu morri de tanto rir, pois era uma Amanda e um Mark sem tirar nem por, mas o episódio me surpreendeu com uma revelação no final sobre Spencer. Falando em Mark, ele teve bastante destaque no episódio, porem antes disso Amanda queria apresentar Spencer a ele, pois acreditou que eles formariam um belo casal. Mark viu Troy e ainda sente a perda, até diz para Amanda que o amava e ela ironicamente responde, quando? Olha, as cenas de Mark e Amanda farão muita falta, é uma afinidade total. E assim como Amanda, Mark também evoluiu, tem o sonho profissional que ele vem batalhando e talvez tudo o que ele fez e tem feito por Justin, seja uma espécie de redenção para Mark, fazendo ele ver sua vida, se analisar e mudar certos comportamentos. O que ele tem feito por Justin ninguém fez por ele, Mark precisou cair e levantar sozinho, e nosso divertido e debochado Mark, mostrou o quanto tem um bom coração. E agora, como “prêmio” disso, ele percebeu que também quer um relacionamento sério, e não mais passar de mão e mão. Grande episódio de Mark e Amanda.

Em outro assundo do episódio, temos Tyler totalmente manipulado e influenciado por Willie, que para piorar tudo, mesmo sabendo do problema dele com bebidas, ela não evita que ele beba. Tudo para conseguir mais ações da Mode. Agora Tyler alcoólatra de uns episódios para cá, soa estranho já que ele surgiu na série trabalhando num bar. Mas dessa história toda, tivemos a divertida cena entre Claire e Willie onde as duas se engalfinham numa sessão de fotos, caindo numa piscina. Ótima cena, Claire descarregou toda a raiva em cima de Willie, ao descobrir que a megera estava usando o filho dela. No final, o gancho para a season finale, quando Tyler totalmente desesperado e bêbado aponta uma arma para Claire, acusando a mãe de tudo. Porem foi suficiente para Willie nos surpreender e ver que tinha ido longe demais ao influenciar Tyler e confessa tudo ao rapaz num gesto surpreendente defendendo Claire, porem quando tentar tirar a arma dele, um tiro é dado, e só na season finale para sabermos quem levou o tiro.

Betty e Henry. Para alegria de uns e tristeza de outros Henry voltou. Mas essa história já não tinha acabado? Eu só não consegui entender se ele continuava casado ou não. Porem o momento do casal passou e os 2 percebem isso, embora a cena para isso não tenha sido tão forte ou profunda, Henry pareceu meio sobrando no episódio, o que confesso ate ter gostado já que ele roubou a cena justo no episodio que Gio volta a serie. Mas acho que agora a historia acabou de vez, ele tem um emprego em NY que Daniel tentou impedir por ciúmes de Betty e ela recebeu uma proposta dos sonhos, coordenar uma revista em Londres exatamente como ela quer, escrevendo o que gosta. Resta saber que decisão ela irá tomar. E tem algo melhor que você trabalhar fazendo o que ama? Betty escreve também, sempre teve esse sonho, Gio a alertou sobre o rumo que vinha tomando na Mode e que ela poderia fazer mais e agora ela esta com a chance. E sabem o bom em escrever? É tocar a alma das pessoas, por vezes com a exata palavra que alguém precisa ler ou ouvir, mesmo você nem fazendo idéia do que esta fazendo de bom por alguém.

Sobre Daniel e Betty ficou escancarado a queda de Daniel por Betty, isso já vinha acontecendo a vários episódios mas nesse ficou bem evidente. Porem ate o momento não vi nenhum sinal de Betty corresponder a isso. Ok, nesse episodio Betty sentiu parecer corresponder bem de leve, ao ela talvez perceber a enorme amizade que ela e Daniel possuem e o quanto se gosta, se ajudam e conhecem um ao outro. Resta saber se no episódio final eles farão Betty ter esse insight e correr para os braços de Daniel. Honestamente eu iria adorar se Daniel ficasse com Amanda, e se Matt voltasse para Betty, sou um torcedor assíduo de Matt e Betty, então como nas novelas sempre no final foi Betty e Daniel, acredito que a série deva seguir esse caminho, mesmo Betty estando num momento mais profissional do que pessoal.

E Justin. Um garoto se entender gay ou perceber isso, não deve ser fácil. Se aceitar e pensar na aprovação e apoio ou não da família deve ser uma guerra constante ate a revelação. E ok, vamos esquecer que Justin tem todos os sinais que é gay, vamos esquecer que todos, amigos, família percebem isso. Pois partindo daí, se torna compreensível ele ter tanto medo de contar e revelar isso. Como foi evidenciado no episódio. Digamos que ele não tivesse gostos mais gays, trejeitos gays e fosse um garoto se descobrindo onde a família não percebe e ele não sabe se iriam aceitar ou não. Pois a idéia do episodio foi essa. E sem duvida Betty retratou fielmente o sentimento, mesmo Justin tendo os jeitos para ser gay. A serie foi perfeita, num tempo curto, corrido, ela conseguiu dar a Justin e a Mark, momentos preciosos que os ajudarão futuramente. Justin tem uma família linda, uma mãe, um avô, uma tia, um padrasto que o entendem e o apóiam, talvez por isso ficou difícil acreditar que o garoto tinha tantas duvidas e receio de contar algo que todos já sabiam e apoiavam, mas mesmo assim tudo funcionou bem.

Todas as cenas onde Justin procurou Mark para pedir ajuda foram lindas, em especial nesse episódio é nítida a emoção de Mark quando Justin confessa seus sentimentos por Austin e mais do que ajudar Justin, Mark ajudou a si mesmo, pois foi o momento cruzial que Mark percebeu que Justin tem um namorado, esta começando sua “vida gay” de fuma forma pura e bonita e que ele precisa e quer um novo começo. A não aceitação dos pais de Mark no caso a mãe influenciaram a vida dele, e agora é o momento de arrumar isso.

E quando Hilda descobre através de Bobby que Justin e Austin tem algo mais que uma amizade, rendeu uma das cenas mais divertidas e exageradas da série ate então. Com o Papi e Hilda fazendo uma festa de revelação para Justin, mesmo com Bobby dizendo que aquilo deixaria Justin bravo. E a frase “we know you´re gay and that´s ok” entrou para o clã das frases épicas da série. Mas por sorte Mark aparece e cancela toda essa idéia repleta de boas intenções mas de conseqüências desastrosas. Olhem, o apoio da família Suarez foi lindo, perfeito, e ah se na vida real fossem todos Hildas e Papis, Hilda é uma mãe exemplar, mas como o episodio bem mostrou, não é só uma questão da família aceitar, mas sim a pessoa estar confortável com isso e se aceitar, ela ter o momento dela e dizer, “eu sou gay”. E era o momento de Justin.

Hilda e Bobby. Hilda estava linda de noiva, o casamento foi lindo, as palavras de Hilda falando que estava se casando com o melhor amigo dela foram tocantes, só evidenciou Betty e Daniel, alem disso Betty estava linda (mesmo eu não gostando de verde), e Daniel não tirava os olhos dela. Enfim, as cenas do casamento foram lindas, Hilda entrando, as câmeras cortando para Betty, Bobby, Justin, Papi, enfim, linda cena, confesso que chorei ao vê-la entrando, pois Hilda já havia me emocionado na cena épica dela no quarto escuro chorando por Santos, e ela merecia ser feliz e Bobby é perfeito para ela. Casamento lindo, a musica que o casal dança “A love that will last” de Renne Olstead linda. Grande momento do episódio. A musica da entrada dela no casamento “by my only” de FM Radio, perfeita. A cena de Justin conversando com Betty foi linda, chorei o tempo todo, os 2 falando em aceitação, em acreditar em algo, foi lindo, falando sobre o futuro e saber o momento certo para tudo e o momento onde tudo acontece. Emocionante, e é quando chega o momento de Justin, ele estende a mão para Austin e o convida para dançar, os 2 usando a pulseira que escolheram para selar o namoro e sejamos francos, roubou a cena do casamento de Hilda, a forma doce que Hilda olhou para o filho, lindo demais. Betty, Papi, todos olhando a coragem do jovem garoto ao dançar com o namorado na frente de todos. Eu já estava com pena do Austin ao vê-lo todo sem graça no casamento se sentindo de lado. Tinha momento mais doce, humilde, simples e perfeito para ele dizer “I´m gay and you know and that´s ok”. Lindo. Impossível não chorar nessa cena, porque foi de uma simplicidade tão profunda, de um lirismo tão marcante, simples e singelo, que emocionou demais. E Mark e Amanda olhando, Mark quase chorando, por certo vendo a parcela dele naquele momento de Justin e ele percebendo que também busca um momento assim. Lindo. De quebra Hilda agradece a Mark, não houve tempo para cenas mais cumpridas ou frases mais longas entre Hilda e Justin, Hilda e Mark mas tudo foi suficiente para emocionar.

Ah lembram de Amanda desesperada a umas temporadas atrás procurando o pai. Mark descobriu que o tal Spencer, que ele dispensou no final do episódio é o pai de Amanda, pelo que tudo indica.E foi uma cena do Mark, reconhecendo seu passado, sua trajetória, as dificuldades de aceitação e sobrevivência sozinho e que hoje ele quer um relacionamento. Linda cena.

Nossa 4 folhas de word e sinto que não escrevi o suficiente e com toda a perfeição e palavras necessárias para expressar algo tão lindo e profundo como este episódio. Desculpem-me mas não consegui fazer melhor que isso. Betty aceita o trabalho e nós aceitamos o fim, infelizmente teremos que dizer adeus, e felizmente a serie se despede por cima, de uma linda maneira, em uma linda temporada, pois vamos esquecer os episódios 1 ao 6 e se forçar no episodio 7 em diante, lá em Bahamas com Shakira pois ali a serie começou a nos dizer adeus e nos emocionar. Willie voltou a ser má mas teve tempo de perceber o quão longe foi nesse episódio, Hilda superou a perda de Santos e hoje esta ao lado de Bobby, feliz. Justin percorreu um difícil caminho ate Austin, ate confiar na sua família. Betty começa a realizar seu sonho. Mark recomeça, Amanda busca novos horizontes, Claire ganhou um filho e espero que Tyler tenha um final bonito e ela mereceu tal historia para participar ativamente dessa reta final da serie assim como Papi esta com sua mamy, eu nem lembrava mais dela.

Ah a musica que dançam no final, todos dançam, If I could fly de Charity Chapmam, e sabem o mais especial, o clima de despedida no ar, de todo o elenco, parecia uma confraternização. Lindo.

Lindo episódio, de uma serie que já deixa saudades, e que fará falta semanalmente. Ao menos vimos um pouco do que é correr atrás dos seus sonhos, viver em paz com sua família, contar com seus entes queridos, com amigos e saber que ali fora em algum lugar o amor te espera. Pode ser dobrando uma esquina, indo embora para Londres, no café daquela panificadora que você gosta de ir, ou num amigo presente e antigo que sempre esteve ao seu lado, como Daniel e Betty, mas o certo é que ele está ali, basta o momento certo, e você estar no momento certo consigo mesmo. A garota simples do poncho, dos aparelhos nos dentes, das cores mais chamativas para roupas, do cabelo mais despenteado e das inúmeras atrapalhadas por ser desastrosa, hoje tornou-se uma linda mulher, não por fora, mas sua beleza interior, que se refere a caráter, índole e moral, ditaram as regras na Mode. Ela não transformou a si mesma, mas sim a todos que conviveram com ela.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Ugly Betty

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: