COLD CASE – BOMBERS (7X13) [Cold Case – The Runaway Bunny 7×12 e Cold Case – Metamorphosis 7×14]

Mais 3 episódios de Cold Case. Gostei mesmo de Bombers, os outros, enfim, foram os outros.

Episódio 12: The Runaway Bunny, muito bom o 12º episódio de Cold Case, diferentemente dos anteriores, a vítima não tinha um passado tão louvável assim, pelo contrário, fez muita coisa errada, porém quando chegou sua redenção para seus erros do passado, também chegou um assassino para atrapalhar a nova vida dessa vítima, um ex policial e na época, 1974, detetive particular. A trama é boa, ocorre uma reviravolta, a vilã, realmente vilã do episódio irrita e incomoda e o pior se dá bem no final. Com relação a Lilly ela continua sua caçada pessoal a Moe, o homem em liberdade que tentou mata-la, e consegue manda-lo a prisão por alguns instantes, mas ele logo sai novamente. E Scotty contrariando a decisão de seu pai continua atrás do homem que atacou sua mãe. Bom episódio, mas outros mais clichês dessa temporada me emocionaram mais, só sinto falta de músicas mais marcantes concluindo os episódios.

Episódio 13: Bombers. Nunca fui apreciador de pichações, sei que para alguns uma pichação politicamente correta em lugares permitidos não é vista como desafiador ou uma real pichação, porem quando se picha um local que gere desafio ou não permitido, daí sim para alguns é pichação. Prefiro acreditar em “pichadores” como Carlos Espinoza, o jovem e talentoso artista morto em 1982, e sim, foi um episódio bonito, tocante, não apenas pelo belo trabalho de Carlos, mas pelo aprendizado que o garoto teve que aprender até o dia de sua morte. Ele descobriu que o cara que se considerava o rei das ruas, da pichação, denunciava outros pichadores e numa dessas denúncias, o amigo de Carlos, um jovem garoto morreu o que fez Carlos ver sua arte de outra forma, não para exibição ou desafiar autoridades, mas sim fazer algo com esse talento, tanto para si como para os outros. A cena onde moradores de rua apreciam a arte do rapaz nos esgotos foi quase que poética, pois para muitos ali foi um recomeço. A cena final onde a mãe do rapaz vê o último trabalho do filho, quando ele denunciava através de sua arte o dedo duro, no exato local onde foi morto com sua própria tinta, e passos dali crianças refaziam a bela pintura de Carlos feita no esgoto em homenagem a seu amigo, foi de fato uma ótima escolha que emocionou muito. Triste ver a dor de uma mãe que na época não compreendeu seu filho mas que hoje usa do talento dele para dar um futuro melhor a crianças com o mesmo talento. Um episódio tocante pois quando o rapaz aprende o real significado de sua arte, quando tenta fazer o certo, novamente um ignorante egoísta põe fim a vida de alguém. Injusto mas a arte do rapaz servirá para ajudar outras pessoas. Lilly continua obstinada atrás de Moe, Scotty descobre que o ataque a sua mãe foi ainda pior e como ele e nós imaginávamos, Kat enfrente problemas com Curtis devido a não querer que seu ex veja seu filho, enfim, nem parece mais Cold Case dos primeiros anos, onde a vida pessoal de cada personagem, ocupa tempo de tela e por vezes é a ultima imagem do episódio e não mais a da vitima. Novamente a trilha sonora poderia ter sido melhor, mas o episódio teve suas belas palavras, um pouco de poesia pintada através da arte, “when it is darkest men see the stars”. Carlos aprendeu isso!

Episódio 14: Metamorphosis. Gostei mesmo foi da reviravolta no final, revelando o culpado que enganou a todos e principalmente a nós. Quem diria que o grandalhão não era como parecia ser? Fora isso, nem de longe foi um episódio que me fez vibrar ou achar tão bom assim. Novamente as músicas não me agradaram, tudo bem, era a banda, famosa e uma lenda, mas não faz meu gosto. Tivemos o assassinato de Moe, e pelo visto quem matou foi o pai da filha morta com a participação de Moe, o que achei uma triste resolução. Não bastava o pai sofrer até hoje com a perca da filha e a culpa que carregava pelo pai que foi, agora ele é um assassino também. Por outro lado, antes ele do que Lilly ou Eddie em nome da amada. Sobre Scotty ajudar Lilly, achei muito especial, mas novamente o episódio termina com Scotty observando para ver se pega quem atacou sua mãe. Sem dúvida tal trama é forte e cruel, imagine o que um filho não sentiria ou faria em nome da sua mãe, é compreensível a atitude de Scotty, mas mesmo assim, vem me cansando terminar com ele em algum local todo fim de episódio. Ah esqueci a apresentação de Mia no circo, a borboleta, foi uma bela apresentação.

Explore posts in the same categories: Cold Case

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: