LIFE UNEXPECTED – BRIDE UNBRIDLED (1X08)

Fantástico o episódio dessa semana de Life Unexpected, lindo e ao mesmo tempo, irritante, mas muito comovente. Fica difícil até fazer uma análise precisa da motivação de alguns personagens, mas foi muito bacana o episódio, o que me leva a torcer mais pela renovação da série. Será uma enorme sacanagem se o ridículo canal CW cancelar a série, após ter renovado os lixos 90210 e Gossip Girl. Ambas as séries fazem a mesma audiência semanalmente, Life até um pouco mais e se a CW insiste em chamar Gossip de hit, a realidade é outra. A série é um fracasso de audiência nos EUA, é badalada apenas nas mentes dos executivos da CW e por aqui, a Warner até tirou a série da programação alegando que ela não dá a audiência esperada. Ou seja, que hit é esse que sai da grade de um canal e que no país original mal chega a 2 milhões toda semana. Life Unexpected não é nenhum hit, nem faz números gloriosos, mas por outro lago não vive de uma imagem falsa, não vive de propaganda, não é uma série ripada, apenas caminha por si mesma, confiando na qualidade de um roteiro mais simples, real e emocionante.

O episódio começou interessante, mostrou Cate e Ryan se acostumando a separação e pior, tendo que apresentar o programa fingindo tudo estar bem. Lógico que não faltaram alfinetadas um no outro. Eu até nem tinha pensando nisso, na questão da rádio e no dia a dia que teriam que lidar. Interessante o discurso de Cate, ao dizer, que no fim de tudo, estamos por nossa conta, que devemos fazer coisas por nós mesmos, nos cuidar, amar, se embelezar, enfim tudo para a gente e não para a alguém. Lógico que no caso dela não passa de uma falsa ilusão de se sentir assim, mas tem lá seu fundo de verdade. Por mais que se queira ou acredite que estaremos melhor ao lado de alguém, muitas vezes temos que estar melhor com apenas nós mesmos do nosso lado. Mais ninguém, por um dia aquele alguém tão especial poderá não estar lá e você terá que aprender a conviver com isso. Porem deixando toda a psicologia de lado, será que é possível mesmo ser feliz sozinho? Sem amar? Sei não viu.

Para complicar ainda mais, Cate e Ryan têm que ir num evento de noivas ou algo assim. Confesso que a cena em que Ryan elogia Cate no vestido de noiva foi comovente, emocionou, e Kerr Smith consegue ser um ator sensacional, pois durante todo o evento, ele conseguia só pelo olhar transmitir toda sua dor, tristeza e o incomodo por fazer algo que trazia sofrimento. Quando ele vê Cate no vestido de noiva, sua expressão facial não precisa de palavras, é forte o triste olhar e quando ele vê Baze participando do evento, foi o golpe fatal no radialista.

Falando em Baze eu gosto muito dele, mas ele me irritou muito nesse episódio, indo no tal evento da rádio apenas para incomodar Ryan. Ele foi por achar novamente que Ryan estava se metendo demais na vida de Lux, fazendo papel de pai. Honestamente em nenhum momento do episódio senti Ryan fazendo isso por maldade ou para atingir Baze. Mas Baze conseguiu, acertou Ryan em cheio no evento e a maior evidência, foi quando no joguinho sobre quem conhece mais Cate, ao responder a pergunta o que acabaria com seu relacionamento, Ryan responde que é Baze. Após isso ele e Cate discutem, falam sobre mentiras e tudo que Cate fala só piora a situação e Ryan decide novamente que eles não podem voltar. Baze realmente me irritou, pois fiquei com pena de Ryan.

E alem de toda a confusão desse trio, temos Lux, na maior depressão pela partida de Bug. Até entendo alguém ficar assim por perder um amor, realmente o humor fica péssimo e você fica altamente anti-social, mas será que ela amava tanto ele para ficar assim? Ou devido ao crescimento solitário dela, hoje em dia tornou-se difícil perder o pouco que se aprendeu a ter como seu? Seja como for, no mundo adolescente qualquer termino de namoro é o fim do mundo, mas não sejamos tão radicais assim com essa idade da vida, mesmo depois de adultos, dói da mesma forma. Enfim para tentar anima-la, Baze pede para Jones levá-la até Tasha, dá todas as dicas para o rapaz conhecer Lux melhor mas no final, o rapaz é super sincero com ela, diz que Baze pediu para ele fazer tudo isso mas que ele realmente gosta dela e que não fez apenas porque Baze pediu, porem Lux fica brava com ele e com Baze também. Sinceramente, um chilique desnecessário da garota. O rapaz antes de Baze pedir qualquer coisa, tinha ido vê-la, porque gosta dela e Baze não fez nada por maldade, apenas para ajudá-la. Então achei Lux muito fresca e chata com essa atitude, não dando valor a pessoas que gostam dela e querem se aproximar. Agora vendo por outro ângulo, nada se começa com mentira, nada muito armado dá certo, nesse aspecto ela tem razão. Mas o chilique dela rendeu uma linda cena entre Lux e Ryan. O moço vai conversar com ela, explica que Baze não fez por mal, muito menos o rapaz, e alem disso confessa que sente falta de Cate, numa bela cena. Gosto muito de Ryan com Lux, mesmo terminado com Cate ele decidiu não sair da vida de Lux.

Antes de tal cena de Ryan e Lux, Ryan tem uma cena bem estranha com Baze, os 2 se entendem, Ryan pede desculpas por participar tanto da vida de Lux e é quando Baze pede sua ajuda. Enfim, Baze tentou atingir Ryan e no final teve que aprender a contar com a ajuda dele. Belo desfecho. Como Ryan disse, Lux já foi abandonada muitas vezes e ele não quer abandoná-la. Só terá que dosar isso para não invadir o espaço de Baze.

O episódio termina ao som de Schuyler Fisk com a linda musica Fall apart today. E mesmo eu não gostando de Cate, confesso que me comovi demais ao vê-la sozinha em casa recebendo o vestido de noiva como presente aos noivos. Poxa, você amar alguém, perder alguém e ver coisas que remetam a isso, só serve para doer mais. E Lux vai encontrar Jones e resolvem começar do zero com ele, como amigos. Bom, eu não gosto de Jones, preferia qualquer outro cara com ela, mas pelo jeito terei que engolir isso, mas não posso deixar de admitir que ele levar Lux para encontrar Tasha foi um gesto muito bonito, difícil de ver por aí. Baze que sempre me comove por tentar ser um pai para Lux e achar que não consegue, dessa vez não me comoveu não, pois ele tripudiou em cima de Ryan, e esse sim me comoveu. A cena do encontro entre Tasha e Lux foi bonita, Lux conseguiu passar toda a felicidade e emoção de rever a amiga e só não sei se ela fez bem ao ligar para Bug e pedir para ele voltar. Agora com Jones na jogada, talvez Bug arrume mais problemas voltando.

Bom, foi um episódio muito bom, lindo, comovente. Mostrando a difícil arte de se seguir em frente ao perder alguém que ama e talvez seja sim, não há como fugir dos momentos de solidão, lágrimas e imenso vazio. Por piores que sejam, tem que viver isso, sentir, ate os pontos cicatrizarem e um dia não doerem mais, ficaram em você, ficará marcado, mas talvez já não doam tanto mais. Agora se fugir, cair no mundo, tentar se divertir indo a bares, clubes, etc, talvez até ajude alguns, pois não se pode viver trancado e triste, porem depois que a agitação passar e a realidade cair, no final das contas, você terá apenas levado mais tempo fugindo da sua dor. Então Life Unexpected não fugiu de nada, Lux estava sofrendo, Cate estava sofrendo, Ryan estava sofrendo e infelizmente é assim, você não vai melhorar do dia para a noite, leva tempo, leva aprendizado, leva coração, Lux aprendeu um pouco e voltou a tentar, a se abrir, a seguir em frente novamente. Então com tudo isso, Bride Unbridled foi lindo e mais um bom episódio da série. Ok, vamos ser sincero né, chorei no final do episódio!

Explore posts in the same categories: Life UneXpected

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: