BROTHERS & SISTERS – LEAP OF FAITH (4X16)

Brothers & Sisters e seu 16º episódio, “Leap of faith”, da atual 4ª temporada conseguiu manter o bom nível do episódio anterior e fazer algo interessante. Embora muitas coisas e muitos personagens ainda me irritem bastantes com seus jeitos peculiares, suas caras e bocas e falas repletas de draminhas que tentam soar engraçado, mesmo assim no balanço geral o episódio não foi ruim.

A história de Dennis York continua, o homem que tentou comprar as ações de Holly. E temos Nora, Holly e Saul todos do mesmo lado tentando descobrir o que este homem sabe. Holly como sempre esperta dá um passo importante e descobre umas terras que podem ter algo a ver com isso. A única parte chata foi ver Nota tomada de chiliques quando mencionavam o nome de Dennis. Talvez ela saiba mais do que quer falar ou talvez nem saiba, mas me fez pensar que há algo no passado dela, vai que alguns dos Walkers não é filho de William. Sei lá, foi o que me passou pela cabeça.

Kitty nem vou comentar, seu draminha bobo e chato com Buffy foi tão clichê e tão desnecessário. A única coisa boa é que Buffy consegue ser uma chata que você gosta, além de engraçada, já Kitty é um dos personagens mais irritantes que já vi. Então quanto menos eu ver Kitty e sua campanha política talvez mais chances eu dê a série.

Kevin e Robert. Se eu gostasse de Kevin, até teria me divertido muito com os 2 nesse episódio. Kevin pensando em abandonar Robert e quando ele faz isso, os 2 brigando ou educadamente brigando como um casal, foi de fato engraçado e cute. E tenho que admitir, a cena que Robert faz uma despedida a Kevin e o homenageia foi realmente muito bonita. E tem mais, a cena em que Kevin chega em casa, conta a Scoty qe pediu demissão e menciona como se sente, realmente me acertou em cheio. Ele fala que está com 38 anos, e o que ele fez da vida? Que carreira tem agora ou o que ele tem? E como tenho achado a série extremamente chata nessa temporada, preciso admitir que por mais curto que essa cena tenha sido ou de pouca reflexão, pouco aprofundamento, foi suficiente para abordar um sentimento de “perdido”, de “sem rumo” talvez comum nossa realidade, ao nosso mundo atual. Ótima e bela cena e mais belo e cute foram as palavras de Scoty e seu apoio. De fato, perfeito!

E Luc está de volta e junto com ele voltaram os dramas e problemas do francês, o que não torna a vida de Sarah fácil. Ele tem apenas 4 semanas no país, e tem como opção se casar com sua empresária, agente ou algo do tipo. A principio Sarah pareceu concordar com isso, o que foi chato e irritante, e precisou de quase 42 minutos para ouvir Kitty e Nora e impedir o casamento do francês. Resumindo, ele não casou, Sarah conseguiu falar como se sente, e os 2 se acertaram, embora a cena do sorvete e uma aparente falta de conexão ou afinidade entre os 2 me fez pensar o porque daquela cena. Mas enfim, os 2 estão juntos, e a cena final de ambos com Luc dizendo que agora acredita nos sentimentos dela, foi muito bonita.

E Justin que todos acham chato, eu mesmo o acho assim as vezes, tem me agradado muito desde o episódio anterior. Sua compreensão e paciência com Rebecca tem sido algo lindo. Ela por outro lado, foi um pouco chata nesse episódio, não dando espaço a ele para ajudá-la e evitando falar como se sente, mas eles se entendem e Justin di a ela para não desistir sem lutar, que ele entende muito disso e que ela precisa continuar tentando. Foi linda a cena, na sala de balé. Eu gostei quando Rebecca disse que não foi criada com mais 4 irmãos onde todos ficam vomitando uns nos outros seus problemas e que ela cresceu sozinha sabendo lidar com suas coisas sem interferências. É algo justificável para a atitude dela, e mesmo uma atitude errada, mesmo ela devendo ter falado com Justin desde o início, a forma como ambos se entenderam foi linda. No final bela cena dela dançando e ele olhando, exatamente quando Robert homenageia Kevin dizendo que não há fins, mas sim novos começos. E é o que Rebecca precisa, um novo começo, uma forma de seguir em frente, ela e todos na série.

Ah ver Emily VanCamp fazendo balé, me lembrou suas cenas em Everwood na 1ª temporada, um pouco na 2º quando ela fazia isso. Se foi ao acaso ou planejado, foi uma boa recordação. E eu gosto quando Emily tem cenas mais dramáticas, iguais teve nas temporadas 1 e 2, fica visível seu talento.

Bom episódio, algumas parte emocionantes e vamos ver o que a série nos reserva em sua reta final agora. Ah e o título do episódio, Leap of Faith, realmente é a única coisa que podemos ter as vezes para nos levar a frete, não as certezas mas o incerto, que faça você confiar e acreditar, as vezes é a única forma de seguir em frente.

Explore posts in the same categories: Brothers & Sisters

Tags: , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: