SURVIVORS – EPISODE 2 (2X02)

O 2º episódio da 2ª temporada de Survivors manteve o suspense da série, mas aguçou ainda mais o tom de mistério. Continua a luta pela sobrevivência e quando se trata disso parece que é aquele negócio do mais forte mesmo versus o mais fraco. Nesse caso, quem tem arma, algo assim, prevalece. É impressionante o quanto os instintos talvez animais fiquem mais fortes do que os racionais, quando se trata de conseguir comida, água e manter-se vivo. Na série todas as pessoas aparecem assustadas, acuadas, o que é totalmente normal, após toda a população ser dizimada por um vírus, e uma mudança radical de tudo que conheciam e como o mundo está agora. O primeiro sentimento é medo, a ação é defesa e leva um tempo para se adquirir confiança ou saber se aquela pessoa é boa ou não, o que se sabe é que algumas dessas pessoas voltam a características primitivas, instintos básicos, feios, que tornam essa readaptação ainda mais difícil.

Annya, Al, Naj e Greg continuam na cidade procurando Abby quando resolvem desistir e procurar um lugar seguro para ficar. Mas Naj não aceita e diz que não irá embora até encontrar Abby. Tom, continua usando seus métodos nada ortodoxos para conseguir as coisas e rouba comida e mantimentos de outros sobreviventes que encontrou na cidade. Tom ainda vê estes mesmos sobreviventes serem capturados pelos homens de preto nas vans pretas. Tom volta a seus companheiros mostrando que conseguiu comida e água, e o aceitam de volta. E é quando ele, Al, Annya e Sarah decidem ir atrás de Abby quando encontram informações sobre um laboratório de pesquisas cientificas.

Naj conhece uma garota chamada Lee, uma das roubadas por Tom, o que leva esses sobreviventes atrás deles para buscar as coisas roubadas. Eles pegam Tom e lhe dão uma surra que Annya impede de ser pior, ela também questiona seus métodos, sempre por usar de violência e no final ele mostra que arma estava descarregada, dando a entender que era só para assustar e não ferir ninguém. Sarah confessa a Al o que precisou fazer para salvar ele e Annya e quer ir atrás do cara que fez isso com ela, para matá-lo, mas Al impede isso.

E talvez o mais importante foi as descobertas que Abby e nós fizemos nesse episódio. Conhecemos Jill a mulher do homem do labarotório que aprisiona Abby e a participação dela não foi em vão. Após viver presa e enganada pelo marido, ela descobre que o vírus já matou todo mundo, que a tal vacina depende de Abby e que usarão cobaias humanas (as capturadas pelas vans nas ruas) para testar a vacina e descobrindo tudo isso Jill ajuda Abby a fugir. Abby havia sido infectada novamente pelos cientistas para produzir anticorpos para a vacina, correndo risco de não sobreviver novamente, alem disso os cientistas falavam normalmente que iriam deixa-la em estado vegetativo daqui em diante para produção da vacina. Jill após ouvir isso abre a cela de Abby e mesmo correndo risco de contaminação liberta Abby. James Whitaker (seu marido) a aprisionou numa cela, igualmente as demais pessoas presas lá. Agora quem é esse laboratório, o que é? Quem é esse homem e a quem ele se reporta? Enfim tudo são mistérios.

E assim foi um episódio muito bom, prendendo sua atenção, sem saber se Abby escaparia ou não. Naj ficou deixando pela cidade toda sinais para Abby encontra-los. Alem disso Naj fez uma amiga, a garota Lee, Annya se aproximou um pouco mais de Tom, assim como Al de Sarah. Fora que os cuidados de Naj e Al um com o outro são coisas legais de se ver, num mundo onde quase não se pode confiar em quem sobreviveu, você vê pessoas cuidando dos outros como se fossem irmãos, da família. E uma cena engraçada foi a parte que Naj manda Al se cuidar e Al diz, eu sou um covarde, logo estou sempre me cuidando. Humor britânico discreto, mas não deixa de ser humor. E se os britânicos são contidos também quando a sua emoção, são discretos, a cena final foi linda, as ruas desertas, cheias de papel, abandonadas, Naj no alto de um prédio se negando a ir embora com os outros e de repente ele a vista Abby nas ruas e sai correndo ao encontro dela que mal consegue andar e 2 se abraçam no final foi um momento bem esperado e emocionante do episódio. Uma cena que vibrei muito, alem disso ela desesperada conta a eles que eles nunca a deixarão em paz, que estarão atrás dela sempre. Um ótimo episódio sem dúvida.

Ate peço desculpas pela incapacidade de descrever ou comentar um episódio de uma série altamente cientifica, não sou fã do gênero e confesso ter certas limitações nesse gênero para dar maior aprofundamento ao conteúdo, mas sou um grande fã da série. Após o terror da gripe suína, eu ate achei que essa série iniciada em 2008, antes da gripe em 2009, não fosse voltar para uma 2ª temporada, mas a série está aí, mostrando a capacidade humana de adaptação e resistência, não apenas pelo instinto de sobrevivência, mas especialmente quanto as suas dores e perdas, algo que o ser humano mesmo num mundo normal, nunca deixa de ter que enfrentar.

Explore posts in the same categories: Survivors, Survivors UK

Tags: , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: