THE VAMPIRE DIARIES – THE AWAKENING “O 1º LIVRO” (DIÁRIOS DO VAMPIRO – O DESPERTAR)

Eu não sou um critico especializado em livros, muito menos tenho o habito rotineiro da leitura, o que é um grande erro, pois sei que deveria ler mais. Mas uma boa forma de adquirir esse prazeroso hábito é começando por obras que agradem a você e interessem, não importa se são os livros mais bobos, mais distantes da sua realidade ou idade, sejam série vaga-lumes ou obras renomeadas, o que importa é encontrar uma forma de começar. Ainda tenho Nárnia e a trilogia do rei Arthur para ler, mas decidi começar por um livro, cuja série me agrada demais e vem prendendo minha atenção, Diários do Vampiro – O Despertar (The Vampire Diaries – The awakening) da escritora L. J. Smith, de 1991. Ou seja, Crepúsculo e toda sua saga serviram para ajudar e muito a série de tv, que surgiu apenas após o sucesso nos cinemas de Edward e companhia, mas Vampire Diaries, já existia muito antes de pensarem em escrever o livro de Twilight quanto menos fazer o filme. E valeu a pena, porque o livro de Vampire é sensacional.

Indo contra todos aqueles que criticam a série, e que consideram o livro mais uma onda vampiresca, talvez até seja, eu como sempre do contra, me apaixonei pela história de Elena, Stephan e Damon. É fato que o livro é bem diferente da série, momentos de clímax do seriado que há episódios já aconteceram, nesse primeiro livro ocorre bem em suas folhas finais. Aliás fica difícil dizer em que ponto a série está do livro ou se está mesmo, uma vez que segue caminhos bem diferentes.

Sobre o livro posso dizer que a história é muito instigante, Stephan é muito mais vampiro do que na série, ele tem uma sede enorme por sangue, fica visível como se torna difícil para ele se controlar. Alem disso se Stephan é assim, imaginem Damon, e no livro Damon persegue muito mais o irmão. A diferença maior da série para o livro, é justamente o tema do vampirismo, que no livro pode ser mais forte e mais tenso, o lado humano dos irmãos Salvatore que na tv tanto precisa ser explorado, no livro é abordado mas nunca sem esquecer o que eles são de verdade, o lado das trevas, sombrio, o de criaturas sanguinárias nunca é deixado de lado no livro, e isso vira um misto quando envolvido com os sentimentos por Elena. O livro deixa claro que alem de todo o amor e desejo de ambos pela moça, há também o desejo pelo sangue no corpo dela, e sendo eles a criatura que são, não teria como abordar de outra forma.

Agora em diante soltarei alguns spoilers sobre o livro, então quem não quiser saber não leia daqui em diante. No livro há sutis diferenças, começando pelos aspectos físicos de Elena, Bonnie e Caroline . Matt segue semelhante ao da tv, assim como Ty, e Ty no quesito comportamento, é mais babaca que na série. Já Matt é ainda mais amigo e adorável no livro. Vicky não é a Vicky que conhecemos, mas há uma Vicky no livro, que tem o sobrenome que Bonnie usa na série. A família de Elena é diferente, o acidente já ocorreu há 3 anos no livro, e Stephan não teve envolvimento algum com isso. Alem disso, ela possui uma irmã caçula de 4 anos senão me engano, Margareth e Jeremy nem existe. Assim como sua tia se chama Judith e é casada ou tem um namorado, chamado Robert, e é uma senhora já. Stephan vive numa pensão. Bonnie e Caroline são ruivas, Elena loira e Elena é a típica patricinha da escola, super popular, cercada e rodeadas por admiradores, todos os garotos a querem, as meninas querem sua amizade para serem populares e ela é de fato, arrogante por isso. Porem sabemos que uma personagem assim jamais daria certo na tv, e seria mais odiada do que a Elena já é em cena, por isso nada mais certo que transformá-la em heroína na tv. Agora uma diferença interessante ou talvez nem tão diferente, é que tanto a Elena do livro quanto a da tv, não são donzelas ou mocinhas indefesas, elas possuem personalidade e sabem lutar pelo que querem. Se no livro ela começou fútil, seu amor por Stephan foi uma redenção e motivo para ela se tornar alguém que ele amasse e se orgulhasse.

São várias as diferenças, no livro Damon atormenta muito mais seu irmão, já é nos revelado a transformação de ambos em vampiros, bem como o destino de Katherine, assim como essa jovem vampira, no livro é uma menina doce e apaixonada, equivocada mas apaixonada. E Damon é tão bobo apaixonado por ela quanto na série, a diferença é que ele deixa claro no livro, sua sede de poder. E o duelo entre os irmãos é muito mais forte e chega a ser triste. Assim como a luta de Elena por Stephan é admirável, fazendo você torcer ainda mais pelo casal.

Enfim, vale a pena ler o livro. Quem considera Vampire cópia de Crepúsculo, sinto em dizer que não tem nada a ver, Vampire consegue em poucas páginas ser muito mais “vampiros” do que Crepúsculo num livro todo. Eu até tentei ler o livro de Twilight mas não consegui, e olha que eu adoro romances, mas este não me convenceu, alem disso, Vampire tem romance, mas tem ação, suspense e mistério. Não sei que rumos a série irá tomar, pois ela já escolheu caminhos, nem criados no livro, e a cada episódio cria mais coisas, mas se ela mantiver o bom nível desses 14 episódios, e não se perder na trama, com certeza continuará sendo essa série que tantos elogios recebe e tanto nos prende a cada semana. Quanto ao livro, se puderam, leiam, pois vocês entenderam mais do universo de Stephan e Damon e se apaixonaram por essa história de romance e suspense.

Explore posts in the same categories: Diários do Vampiro, The Vampire Diaries

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

6 Comentários em “THE VAMPIRE DIARIES – THE AWAKENING “O 1º LIVRO” (DIÁRIOS DO VAMPIRO – O DESPERTAR)”


  1. Ola. Encontrei este blog num comentario no blog do Fabio TV e resolvi conferir o que ha de bom aqui. Gostei muito dos posts e vc escrev super bem.
    Essa mania de vampiros adolecentes branquelos virou mania. Cade os filmes de terror com sangue e carnificina, mosntros e vampiros sedentos por sangue.
    Ahhh eu acho a serie vagalume demias. É uma otima opição para quem que começar a ler.

    bjs e ate+

  2. markinseries Says:

    ola Camila, valeu a visita. bom eu nao sou fã mais de filmes de terror, sangues, etc… entao prefiro esse estilo mais light. e vampire diaries adoro, ate o momento a trama segue otima, e o livro é excelente.. ja crepusculo nao me atrai, nao achei graça. prefiro vampire.
    bjos

  3. Kênia Says:

    Olá Mark,
    Achei tua web quando tentei descobrir informações na net, do porque os livros e a série serem tão diferentes. Ainda não achei a resposta mas li seu texto e resolvi participar com uma opinião um pouco diferente, ok?
    Eu concordo contigo no que diz respeito ao fato de que não se deve prender a fatores como idade e usar isto como desculpa para não descobrir autores e histórias, ditas como teen.
    Eu adoro as novas versões de vampiros, que sempre gostei, achando-os sedutores e charmosos, mesmo nas versões mais originais, em que são realmente do mal. No entanto, eu admito que adoro ainda mais (meu lado romantico/menina, agradece) os novos e renovados vampiros, sejam com anéis mágicos que os permite andar ao sol, ou seja os que brilham como jóias. Afinal, ficção é isto, é dar asas à imaginação, é reinventar é tornar possível o impossível.
    Eu estou adorando a série Diários do Vampiro para TV, eu realmente relutei em começar a ver, pois achei os livros com ótimas idéias, porém, muito mau escritos, meio confusos (particularmente o terceiro e ainda não lí o último). A série pegou a idéia, que como falei, é realmente boa, aperfeiçoou, melhorou e tornou-a infinitamente superior, mesmo que para isto, tenham reescrito e mudando bastante.
    Fiquei muto fã da franquia e dos livros da saga Crepúsculo, os quais achei bem escritos e mesmo sendo obrigada a admitir que tudo indica que a autora Stefhenie Meyer pode ter sugado algumas de suas idéias da sua predecessora L.J. Smith. Em defesa da Stefhenie terei que dizer que em minha opinião, ela pegou alguns pontos de uma história mau escrita e um pouco confusa, com personagens de pouca profundidade (isto se pode dizer de quase todos da saga Diários, mas estou falando nos livros) e se inspirou para escrever uma nova saga, mais delicada e romantizada, no entanto mais detalhada, com uma leitura muito mais absorvente e gostosa(devorei cada livro, virei noite).
    Amo ler e não me restrinjo a leituras intelectuais, estou sempre aberta às novas idéias de novos escritores, desde que saibam bem o ofício, ou seja, que saibam escrever bem, sem me importar com gênero ou estilo literário. O que me importa é ter garantido uma viagem em palavras que me transportem para um novo universo, que seja rico, ou romantico, sendo aventureiro, ficção ou realidade nada importa, desde que me envolva e consiga me emocionar de alguma maneira.

    Abraços, Kênia.

    • markinseries Says:

      Ola Kenia
      obrigado pelo otimo comentariom e é otimo ver opinioes que diferem em alguma coisa mas no final se entendem. obrigado pelo texto e por gastar um tempinho aqui no blog. escrevo pra isso, trocar ideias, pensar, perceber ou notar coisas que as vezes nem vi e alguem notou e vice-versa.

      sobre VD eu adorei os livros. o que aconteceu com vc em crepusculo aconteceu comigo nos 4 primeiros livros de VD. mas assim eu nao entendo muito da arte literaria e adorei os livros de VD, nao achei confusos ou mal escritos. alias ja vi muita critica na net falando q os livros de crepusculo sao mau escritos. mas enfim, VD realmente me prendeu, adorei os 3 primeiros livros, sao excelente. o 4º livro achei tao bom qto os primeiros (apesar de um certo final) e gostei da forma que a autora escreveu, ela era bem detalhista em questoes de nos ambientar em certos cenarios em passar as percepções de cada personagem. só concordo com vc que realmente faltou uma aprofundamento de personagens como caroline, matt, ty e bonnie. faltou algo. eles ficaram esteriotipados como bem e mal faltando uma entidade mais humana. porem mesmo assim adorei tudo. nem me atrev a criticar ou falar mal pq eu realmente devorei esses 4 livors, o livro 4 li no pc que baixei da net pq nao saiu aqui ainda.

      e crepusculo ja me causou a sensacao oposta. eu odiei o livro, li ate a pagina 150 acho eu e nao augentei. bela era irritante demais e a forma de escrever da autora achei sonolenta, assim como o filme. o filme ate ja vi e achei bonzinho, mas nao consigo gostar dessa saga. sei la ne Kenia, é gosto ne? gosto é algo bem pessoal, cada um tem o seu. hehee

      por isos q sempre falo que sou mais VD, ainda mais agora sabendo do certo “plagio” que a obra sofreu. mas assim sejam stephans ou edwards o bacana é isso ne, fãs trocando ideias, fazendo amizades e curtindo boas obras que atingem seu proposito. encantar os fãs.

  4. Breno Says:

    Vampire Diaries é uma série fascinante tanto em livros quanto em seriado. Em sua segunda temporada a serie não perdeu o rumo e continua divertindo, surpreendendo e emocionando os telespectadores.Sim o livro é bem diferente mas consegue ainda ser melhor, porem ambos são fantasticos.Quem fala que Vampire é uma cópia, não sabe o que está falando ou então é bem desinformado pq só se a L.J Smith for uma bruxa q ela consiguiria prever o que a Meyer escreveria 10 anos depois nos livros dela. Super Abraço

    • markinseries Says:

      ola Breno
      obrigdo do comentario.
      e concordo contigo, acho os livros melhores do que a serie, talvez seja akilo de ler o livro e ver tantas mudanças no seriado. só vi um erro de continuidade no livro 4, ja q no 3 ou no 3 mencionam q katherine matou klaus e de repente ele ta la no livro 4. mas os 2 sao otimos, tanto tv qto livro.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: