LIFE UNEXPECTED – BONG INTERCEPTED (1X04)

Life Unexpected segue surpreendendo, ao menos a mim. O 4º episódio da temporada, começou meio fraco, chato até, mas da metade em diante deu uma guinada e foi mais um a emocionar e nos ensinar ou pelo menos mostrar algo. Lux segue sendo uma personagem bem verossímil e de características marcantes, Math, o amigo de Baze ganhou um certo espaço no episódio como professor e agradou, Baze com todos os seus erros e conflitos é uma personagem cativante, pelo qual você fica na torcida, ao contrário de Cate que por mais boas intenções que possua, é uma personagem que ao menos a mim, vem se tornando cansativa e chata. Mas mesmo assim, Cate e Lux viveram grandes e fortes momentos no episódio, errando e acertando, sem dúvida o caminho é esse para a redenção de uma mãe não perfeita, de uma filha não perfeita e carente de afeto, num mundo onde sabemos que os pais por mais que se esforcem e sejam nosso espelho, não são perfeitos e o grande segredo disso tudo, é aceitar essa imperfeição, conviver com ela e ser feliz pelo que se tem.

O episódio se inicia com uma cena chata na rádio entre Ryan e Cate, logo migra pro lado emocional ao vermos documentos, cartas, enfim, varias coisas de Lux, que a assistente social entrega aos pais dela. E uma carta inocente dela ao Papai Noel, nos seus 8 anos, mostra o desejo de uma menina de ter seu sonho realizado, de ter seus pais. Jamie teve uma pequena participação mas serviu de bom conselheiro a Baze e tudo se complica quando o bong que Lux vendeu a sua “amiga” no colégio é descoberto pela diretora e para minha feliz surpresa, a diretora é Merrilyn Gann, a Rose Abbott, mãe de Amy em Everwood. Enfim, Lux pega suspensão de uma semana e Cate para tentar corrigir isso, vai a escola, leva os documentos para a diretora dar uma segunda chance e ver o quanto Lux é uma boa garota. Porem, isso cai nas mãos de uma garota, que não gosta de Lux e espalha cópias disso na escola toda. O problema foi que para fazer amizade, Lux mentiu sobre seu passado e com isso, perdeu essas amizades. Honestamente, vai saber se essas “amigas” valiam mesmo a pena.

Em toda essa confusão, Cate descobre que Lux deu todo o dinheiro ao pagar a conta do bar que estava atrasada, gerando uma discussão entre os dois. Lux culpa Cate por suas cartas terem se espalhado no colégio e vai morar com Baze. Mesmo Cate não tendo culpa, as vezes a pose de dona da verdade dela, me cansa. E Baze foi o mais interessante nessa confusão toda, desde o início do episódio ele se sentia mal, culpado e fracassado não apenas como pai, mas como pessoa. E no final das contas, ele acaba aprendendo agir como pai, ao fazer Lux voltar para casa de Cate.

Lux com raiva pelo que aconteceu no colégio, revela no bar de Baze, numa festa promovida pela radio de Cate e Ryan que o encontro esperado pelos fãs, um encontro romântico com Ryan e outro com Cate não passa de uma farsa, pois os dois são um casal. E após tudo isso, mãe dá um ultimato a filha, ao dizer, com toda razão que o que aconteceu no colégio não foi culpa dela, nem intencional mas o que Lux fez no bar, pegando o microfone foi. E que por mais erros que Cate cometa, ela esta tentando fazer o seu melhor, e Lux só foge e afasta todo mundo, então é hora de Lux decidir se quer isso, ou não. Pois se seus pais não são bons o suficiente para ela, então ela que decida ir.

Olha, tudo isso foi muito interessante, toda a trama meio chatinha do colégio, o lance da festa no bar e o previsível uso do bar de Baze para isso serviram de pano de fundo para externar forte drama e conflitos, reais. Quando os pais de Lux lêem sua carta ao papai noel, a imagem da menina dos pais que ela sonhava, pouco se encaixa no que Cate e Baze são hoje em dia. Isso mexeu com ambos. Baze que lê que Lux queria um pai de sucesso, bem sucedido na carreira, que a levasse a Disney esta longe disso, e é interessante ver ele começando a ser alguém melhor, graças a filha. Assim como Cate, que mal sabe como agir como mãe mas esta tentando e as vezes Lux não permite.

Outra cena forte, foi quando Lux externa toda sua dor, tudo que passou nesses 15 anos, o que não teve, o que desejava, e nada disso soou como algo “de novo isso na série” ou pobre drama da menina desamparada. Não de forma alguma, isso é mais do que necessário, Lux carrega grandes dores, traumas, e ela precisa externar seus sentimentos. E após muito custo, Lux aprende que ela errou, ela mentiu na escola e grande culpa disso tudo é dela, e não de Cate. E que seus pais não precisam nem devem ser perfeitos, alias nem serão, pois ninguém é. Mas que basta a amarem, basta eles estarem dando a ela o maior sonho da vida dela, que era ter pais. E o final exemplifica isso de uma forma linda, quando ela lê sua carta e diz, que mesmo antes de conhecê-los, ela já os amava.

Enfim, o episódio foi muito bonito. Mais uma vez a serie me pegou quando o drama veio a tona, e a série consegue muito bem mostrar a fragilidade de Cate e Baze, como não é fácil para eles, do dia para noite se tornarem mais adultos e pais de verdade. É como se eles fossem aqueles pais de primeira viagem, com o primeiro filho, um bebê recém-nascido, porem aqui o bebê já tem 16 anos, e carrega grandes perdas, dores de alguém que cresceu sozinha, por um erro dos pais ou por não terem podido acolhe-la enquanto bebê, mas que como Math bem fala, ate coisas estranhas resultam em coisas boas, e hoje os 3 tem a possibilidade de se conhecerem e serem de certa forma, uma família.

Belo episódio, reflexões profundas e segue firme e forte na temática da série. Parabéns novamente a série, que mesmo sendo um drama teen, envolve muito bem o mundo adulto. Pois crescimento é algo que nos acompanha sempre, e a geração atual, minha geração, vem encontrando fortes dificuldades em agir e se tornar adulto, a globalização, a informatização trouxe enormes vantagens, facilidades, grande progresso, mas se por um lado uniu as pessoas, por outro nos tornou mais sozinhos e independentes, nos afastou um pouco do mundo real, nos deixando no virtual. E o ser humano foi feito para tocar, sentir, então deve-se achar um meio termo nessa nossa tão corrida e complicada vida moderna.

Explore posts in the same categories: Life UneXpected

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

One Comment em “LIFE UNEXPECTED – BONG INTERCEPTED (1X04)”

  1. markinseries Says:

    Eu esqueci de mencionar que Lux nao foi a adulta da vez nesse episódio. Pelo contrario foi intantil e deixou Cate desapontada. Ao menos foi o que percebi em varios comentarios sobre o episódio por parte de quem assiste. Mas foi algo bom a série, pois nao apenas Baze e Cate estao fadados a cometer erros e crescer, mas Lux tambem, e sem duvida tal ponto de vista fez bem a serie, em mais um emocionante episodio.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: