LIFE UNEXPECTED – PILOT (1X01)

Life Unexpected já vai para o 4º episódios nos EUA e só hoje resolvi ver o piloto da série, e sabem de uma coisa? Não é ruim não, a gente tem o maior preconceito com a CW, de fato eu detesto o canal desde que a união da UPN e WB levaram Everwood ao limbo, mas Life, se mantiver esse padrão lembra muito as ótimas séries da WB. O elenco da série é legal, a protagonista Britt Robertson é envolvente e uma personagem cativante, com boa atuação da atriz e a história é bem interessante, alem disso tem Kerr Smith na série, que criou uma legião de fãs da saudosa Dawson´s Creek. No mais um bom piloto, com alguns clichês e erros, mas bom.

A história mostra Lux, uma garota que foi dada a adoção e nunca teve um lar de fato, passando de pais para pais o tempo todo. Descobrimos quando ela conta a mãe biológica que nasceu com uma deficiência no coração e quando curada disso, já estava com 3 anos e daí como todos sabemos, torna-se difícil a adoção de uma criança, pois a maioria prefere adotar bebês. E com isso a série aborda mesmo que sutilmente e rapidamente essa questão de adoção. Pode não ter sido algo tão profundo mas importante mencionar tal assunto dentro desse tema.

Preste a completar 16 anos tudo que ela quer é ser emancipada, e para isso vai atrás dos pais biológicos para pegar a assinatura deles. Nessa viagem conhece primeiramente seu pai, aqui entra algo bem clichê, onde o pai é um dono de bar e não quer muito da vida, e muito menos se comporta como adulto, a própria namorada atual diz isso a ele. Então imaginem a surpresa quando Lux bate a porta de Nathaniel dizendo “acho que tenho seus genes”, sou sua filha. Não demora muito para pai e filha criarem algum laço e se envolverem, ele ainda atordoado e nervoso, sem saber como agir, mas nitidamente cria uma afeição por ela.

Em outra ponta temos a mãe de Lux, Cate, teoricamente em sucedida como radialista onde divide um programa com seu namorado, Ryan Thomas (Kerr Smith). Aí entra algo que não me agradou tanto no episódio, Cate, a mãe de Lux. Nossa o personagem chato. Totalmente irritante. Mas depois volto a isso. Ela namora Ryan, ele quer se comprometer, mas ela adora sabotar a si mesma, não confia em ninguém e é super amargurada, tudo porque nunca superou o que aconteceu entre ela e o pai de Lux. Detalhe né que já são quase 16 anos e ela não superou.

Enfim, a história se desenrola, Lux conhece o pai primeiramente, depois conhece a mãe, e foi um encontro bonito entre mãe e filha, as duas assustadas. E Cate carrega ainda mais uma culpa por ter abandonado a filha, quando a teve aos 16 anos, agora ela passa a viver tal sentimento, que pelo que ela mesma deu a entender, nunca mais havia pensado nisso.

Nesse ponto gostei muito da série, porque Lux, apesar de tudo que passou, não se mostra como uma adolescente rebelde e revoltada, é claro que a série abordou muito bem o sentimento de abandono dela, quando os pais aparecem na audiência e a juíza da a custodia a ambos, e não a emancipação como ela queria. Os pais começam a discutir sobre o que aconteceu há 16 anos atrás no colégio e a menina dá uma ótima lição neles e especialmente em Cate, quando fala a mãe dela que “poxa, pare de acusá-lo, você ainda não superou isso, já deveriam ser adultos, ou melhor não sou eu que preciso de pai e mãe e sim vocês”. Nossa, acho que foi a melhor frase do episódio, pois isso revela bem a falta de experiência da geração atual para a paternidade. Hoje casais engravidam, daí casam para remediar e separam-se logo em seguida. Tudo errado, tudo não planejado. E como na vida, nem tudo que se planeja dá certo, um casal feliz hoje não é uma garantia eterna de amor para sempre, imagine sem planejamento e uma gravidez fora do tempo. Acho que a série sem aprofundar muito tais questões, conseguiu passar o recado.

E o final é bonito, após dormir na rua, abandonada mais uma vez pelo lar adotativo, Lux encontra sua mãe, que havia passado a noite com o pai de Lux, ou seja, toda a raiva dela, era um recalque dos grandes, e convida a filha a morar com ela. A cena final mostra Lux pela primeira vez tendo uma quase família e uma festa de aniversário, conhecendo seu futuro padastro (que sem saber da transa de Cate e Nathaniel) volta com Cate, e celebrado com seus pais e os 2 amigos do seu pai.

Ah, a fotografia da série é ótima, aproveitou bem as belas luzes do amanhecer, entardecer do sol, trilha sonora bacana e uma história que se bem tratada e desenvolvida, poderá emocionar muito.

Ainda não vi os 2 episódios seguintes, mas simpatizei com a série, não foi uma paixão forte ou do tipo, putz tenho que ver logo o próximo episódio, mas algo que veio da CW, surpreendeu muito. Life Unexpected está totalmente fora do padrão do CW, nem pode-se comparar aos lixos fúteis Gossip Girl, 90210 e Melrose, e as enfermeiras malucas de One Tree Hill, realmente Life Unexpected é uma sensação de saudosismo, dos bons anos que passamos na WB, do tempo de Jack & Jill, Everwood, Dawson´s Creek, Gilmore Girls, Jack & Bobby, Buffy, Angel, What I like about you, Young Americans, Maybe it´s me, Popular e muitas outras séries que deixaram saudades desse ótimo canal.

Explore posts in the same categories: Life UneXpected

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

4 Comentários em “LIFE UNEXPECTED – PILOT (1X01)”

  1. Priscilla Says:

    Adorei o post! Realmente a Lux é mais madura que os pais, adoro quando ela diz pros pais superarem o que aconteceu entre eles há 16 anos, pq até ela já superou.

    Realmente a série é muito boa. Já vi os 3 episódios e estou amando. A cada episódio me apaixono mais pela série e espero que ela siga nesse ritmo, pq se for assim será excelente.

    O segundo episódio foi o mais fraquinho dos três na minha opnião, revela de certa forma um lado mais rebelde da Lux, mas nada q dure muito tempo e a mostre como aquelas adolescentes chatas. Nesse episódio o Rayan também tem uma atitude muito legal com ela.

    Achei o terceiro episódio excelente assim como o primeiro. As atitudes de alguns personagens me surpreenderam e a Lux vem se mostrando cada vez mais inteligente e madura. A forma como ela encara as coisas que aconteceram e acontecem a ela é incrível.

    Enfim, acho a série excelente, a fotografia é d+ (aliás, adoro o clima de inverno da série) e a trilha sonora incrível.

    A promo da série também é muito boa e faz com q a gente tenha vontade de assistir para ver o desenrolar da história.
    A equipe InSUBs legendou a promo, pra quem quiser ver: http://www.youtube.com/watch?v=SjXK6OAYEYQ

  2. Priscilla Says:

    *Ryan

  3. Priscilla Says:

    Não queria postar três vezes, mas é que a promo que eu qria postar era essa que é a maior e a pra mim a melhor.

    Desculpa, pelos posts seguidos. rsrs

    • markinseries Says:

      imagina
      nao precisa se desculpar
      eu escrevo pra isso mesmo, primeiro pelo prazer de escrever e segundo porque é legal trocar ideias. acabei de ver o episodio 2 e achei lindo, nossa, emocionou mesmo.
      a serie ta me pegando, valeu pelas promos viu


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: