BROTHERS & SISTERS – RUN BABY RUN (4X13)

O 13º episódio da temporada de Brothers & Sisters, até que foi interessante e um pouco divertido, mas no geral a série segue me desagradando e muito. Ainda acho as histórias chatas, pouco atrativas e o 13º embora não tenha sido tão ruim para ver, também não foi aquelas coisas. Foi um episódio de transição, com novas histórias se iniciando, outras tendo uma certa continuidade mas ao menos a mim, nada que me faça aguardar pelo próximo episódio da semana seguinte. Até o momento, é apenas mais uma série que assisto, não pela temporada atual mas em consideração as emocionantes anteriores, mas chego a pensar que a série já deu o que tinha que dar e se fosse cancelada eu não iria sentir falta. Embora os números de audiência estejam fracos, BS dificilmente será cancelada.

Sobre o episódio eu não tenho muito o que comentar, e a respeito da Kity e sua candidatura política, mesmo o episódio explicando o motivo que a levou a isso e mesmo Robert entendendo e a apoiando, a meu ver não deixa de ser um furo, uma vez que ela sofreu tanto quando o marido só pensava na carreira e não dava atenção a família, e agora que temos um Robert que reviu seus conceitos e prioridades, é ela quem decide ir por esse caminho. Ah, alem disso, o casal custou a se entender, após a temporada anterior onde quase se separaram, justamente pela falta de atenção de Robert a ela, e agora ela decide seguir tal carreira. Enfim, mais uma história que achei totalmente sem graça. Sei que política tem tudo a ver com Kity mas eu já achava um saco as tramas políticas de Robert na série, e agora isso seguirá com Kity. Eu sei que BS sempre teve um foco altamente político, tanto que os produtores originais saíram da série quando a ABC solicitou outro foco, mas mesmo assim, eu acho um assunto chato.

Sarah arrumou um novo pretendente e novamente fica evidente a personalidade forte que ela tem e a dificuldade de se relacionar com alguém, e mesmo não sendo algo tão interessante, Sarah por si só é um personagem grandioso demais e muito atraente, merecia sem dúvida a posição de protagonista no lugar da chata e sem graça Kity. Então mesmo não sendo tão interessante a sua história com o novo “namorado”, ela ainda se destaca dos demais. E a personalidade dela, que tanto a prejudica no campo amoroso, e tanto a ajuda na vida profissional é algo muito real e interessante. Quantas pessoas enfrentam esse dilema para relacionamentos, quantas não se identificam com Sarah, seja pelos fracassos amorosos ou pelo jeito de ser, então é muito valido um personagem assim. Dessa vez, apesar dos atritos que ela teve com o novo pretendente, ele teve calma e sabedoria para não desistir e continuar ao lado dela. Só não sei se dará certo porque dificilmente duas pessoas mesmo se amando, conseguem fazer uma relação funcionar quando não pensam igual (não em tudo mas na maior parte das coisas) e um lado acaba cedendo mais.

Tivemos Kevin e Scotty e a amiga de Scoty sendo a barriga de aluguel, então não entendi porque em episódios anteriores eles procuravam por alguém ou por um óvulo, nem sei porque sou péssimo nesse ramo da biologia. Mas enfim, Kevin sempre chatinho, deixando sua história mais chata ainda. E a amiga de Scoty também não me arranca suspiros. Ah esqueci de falar de Saul, outro que acho um porre em cena, e nesse episódio também não me interessou, embora o tema tratado seja interessante, primeiramente ele percebe a solidão da sua vida, que só tem o trabalho, mas Kity citando a nova direção de sua vida, devido a doença pela qual passou, deu uma inspiração a Saul e ele decidiu criar um projeto para homens solteiros da idade dele. De fato, foi algo bem explorado no episódio mesmo de forma tão rápida, pois quantas pessoas não ficam por vezes amargas, e percebem que apesar de tudo, sempre há motivos para celebrar a vida e o pouco que temos, o que muitas vezes é muito, quando se tem saúde e uma família, e se aquela pessoa especial ainda não apareceu, as vezes vale o ditado, antes só do que mal acompanhado.

No mais, nada de Rebecca que eu adoro, e nessa temporada tão sem sal, percebo que se ela não tivesse entrado na série, possivelmente eu nem assistiria esse seriado. Ainda mais com uma temporada tão chata. Desculpem os fãs, vi no orkut o pessoal dizendo que está adorando essa temporada e eu não consigo sentir tal empolgação, por isso até meus textos saem ruins. Mas vamos ver o que vem pela frente, agora com a notícia que Rob Lowe deixará a série, vamos ver como isso será tratado.

Explore posts in the same categories: Brothers & Sisters, Opinião

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: