GHOST WHISPERER – DEAD AIR (5X11)

Ghost Whisperer voltou também e foi na última sexta, 8 de janeiro e embora tenha sido um episódio independente nada ligado a trama, foi tão bonito e tocante, falou de certas dificuldades humanas, de relacionamentos e funcionou tão bem, que já me via as lagrimas junto com Melinda ao final do episódio. A amiga de Melinda, Delia, é um personagem tão chato, mas toda vez que a série se foca em histórias que envolvem Ned, seu filho, elas são ótimas. E dessa vez, o episódio falou de amor, ciúmes, e de como certas relações vão a frente e terminam com isso e confesso ter sido um lindo e ótimo episódio.

Ned vai trabalhar numa rádio e num programa onde fazem pegadinhas já escritas com casais e isso revela um fantasma revoltado com sua ex noiva o que a atormenta no seu relacionamento atual. Como sempre, Ghost da uma idéia de tudo e aos poucos vai mudando essa visão, buscando formas de sair do óbvio e surpreender.

Alem do tema romântico do episódio envolvendo casais, vale mencionar também as dificuldades apresentadas entre Ned e sua mãe. Entre as novas escolhas que ele faz, a nova vida na faculdade e como isso o modificou ate de uma forma ruim, o que após ver o drama dos casais, faz Ned repensar suas atitudes e voltar a ser bom rapaz de sempre, reconhecendo o valor de sua mãe e de atitudes corretas em sua vida.

Uma mulher casada e apaixonada – Maggie, participa com seu marido desse programa, e tudo por querer descobrir algo que ele pudesse esconder dela, e no final isso acaba por decretar o fim da relação dos mesmos. O excesso de ciúmes, falta de confiança a cegou tanto que perdeu seu marido. Acreditando que ele estava tendo um caso com uma nova mulher, Daisy, a noiva do fantasma, ela coloca o “fantasma – Bruce” em suas teias de desconfianças e isso acaba o levando ao seu fim, desconfiando de sua noiva. O ciúmes de Maggie eram tão profundos, que de tudo ela desconfiava e o marido não podia falar com ninguém, a tal ponto dela recorrer a um programa de radio para descobrir algo do seu marido.

A cena final foi linda, Maggie não foi retratada como uma vilã mas sim como uma pessoa extremamente prejudicada pelos seus sentimentos, pela falta de controle dos mesmos e tal cena, reforçou bem isso, quando o fantasma Bruce reaparece momentos antes de fazer sua travessia e tenta dar algum conforto ensinando a Maggie o que até hoje ela não aprendeu. Que talvez você precise acreditar com tanta fé em coisas boas como acredita nas ruins, vencer seus medos, ciúmes e saber que o amor que você procura está ao seu redor, está em você. Só você pode dar esse amor a você mesmo para assim um dia receber e doar a alguém. Foi de fato uma linda cena, marcante e extremamente verdadeiras. Quantas pessoas não passaram por isso, não passam por isso e o episódio abordou com tanta delicadeza e sensibilidade tal tema, que foi impossível não se emocionar.

Para encerrar as belas palavras de Ned ao final do episódio ao som da linda música de Rob Blackledge, Everything:

“…e que você pode desejar a mesma coisa para os erros humanos. Não seria ótimo se apenas ferrássemos com tudo, descobriríamos exatamente o que nos fez agir como estúpidos para começar. E reparar o dano. E claro, seria bem melhor se pudéssemos evitar escolhas estúpidas. Pare um minuto, pense sobre os efeitos colaterais, que irá causar na vida de outra pessoa. E assim, tudo o que teremos a dizer será, “sinto muito”. E acredite em mim, eu sinto.”

Explore posts in the same categories: Ghost Whisperer, Opinião

Tags: , , , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: