BROTHERS & SISTERS – A BONE TO PICK (4X11)

E Brothers & Sisters voltou também no último domingo, 3 de janeiro e honestamente, mesmo tendo sido um episódio bonito e emocionante, eu ainda me sinto sem conexão com a série. Ainda considero as tramas com falta de imaginação, fracas e um péssimo roteiro nessa atual temporada. Está difícil torcer por algo ou se envolver com alguma trama. Repito, o episódio foi lindo, as cenas de Robert e Kitty extremamente emocionantes, mas no geral tramas fracas. Espero que melhore e que BS volte a ser a série que tanto me emocionou como bem fez na temporada 2. O drama da doença de Kitty acabou e rendeu grandes cenas nesse episódio. Só os votos de casamento novamente entre ela e seu marido foram suficientes para encherem qualquer olhos com lágrimas e se a doença dela foi uma trama má escolhida, na qual sabíamos que ela não morreria, pelo menos a idéia foi fazer o casal passar por algo tão forte que fizesse Robert focar seus objetivos e fazer novas escolhas, enfim, um aprendizado e novos caminhos a serem tomados, se focando no que realmente importante na vida, o amor a quem esta ao nosso lado.

A doença de Kitty se agravou, se tornou necessário um transplante e ninguém era compatível a não ser seu meio irmão Ryan. Clichê?? Sim, completamente. Mas serviu para fazer o rapaz repensar seu ódio por seu pai e talvez enfim se aproximar dos Walkers. O que considerei uma falta na série foi em todo o processo da doença da Kitty nunca ter tido uma cena entre ela e Ryan, em nem com tal sofrimento o rapaz ter se aproximado da irmã e deixado seu ódio de lado um pouco. Mas enfim, aos 45 do segundo tempo Nora o convenceu e ele foi doar a medula a irmã e com isso o drama da doença se encerrou. Como eu já disse muitas vezes, o drama de Kitty nunca me comoveu justamente por eu achar uma idéia fraca e copiada de outras séries, uma vez que ela como protagonista não ira morrer. Mas serviu para Robert ver que sua carreira não pode vir a frente do amor e da sua família. Se era essa a idéia do roteiro quanto criou tal drama, soube ter um bom desfecho e emocionar. As cenas em que o casal reafirma seus votos, foram lindas e emocionantes.

Outra coisa, o mistério do homem que Kitty se envolveu em Washington me pareceu tão desnecessário. Porque criar algo assim? Alguma real necessidade? Enfim, chato e totalmente para encher lingüiça. Outra coisa, porque não teve uma cena entre ela e Rebecca? Rebecca perde o casamento, lógico que devido a algo muito maior e triste, mas mesmo assim, cadê a frustração de Rebecca e uma cena de conforto para ambas??

Aliás Rebecca está merecendo ser compensada na série, pois agüentar a família Walker como ela agüenta com a paciência que ela tem não é pra qualquer pessoa e faltou espaço a ela no episódio pois com certeza ela ficou triste e frustrada com o cancelamento do casamento. Tudo bem que não era o momento para isso mas ainda assim pra mim, faltou uma cena dela com Kitty.

Holy descobriu as besteiras que Ryan armou e adorei a cena dela com ele. Espero que isso renda e ela vá atrás do garoto com tudo. Embora isso a leve em conflito com Nora, já que Nora com certeza irá defender o rapaz.

Fora isso Sarah não teve nenhuma história, Kevin apenas teve uma briga com Robert, outra cena para encher lingüiça e provavelmente nos próximos episódios voltaremos a chata de história de Nora e seu namorado, já que pelo visto ela levou um golpe.

Desculpem os fãs da série, pois já percebi que muitos na comunidade da série, estão adorando a temporada, elogiando, e eu infelizmente não consigo sentir o mesmo. A doença de Kitty pra mim foi falta de assunto, o bebê de Scoty e Kevin também tem sido uma má escolha, ao optar pela barriga de aluguel e Nora com seu namorado, nossa, pior ainda. O que me faz ver a série é Rebecca e eu torço para que ela volte a brilhar na série como tão bem fez isso na temporada 1 e 2. Não me levem a mal eu gosto de BS, mas essa temporada não está me prendendo. Espero que melhore e muito.

Pra mim o válido desse episódio foi Robert. Quantas vezes não vemos pessoas tão centradas em si mesmas, carreira, emprego, e lógico é importante, mas algumas se centram tanto a ponto de deixar sua família, sua vida pessoal em segundo plano e me pergunto, isso é válido? E no fim, Robert percebe talvez o mais importante da vida, que é amar, se dedicar a alguém, se dedicar a si mesmo cuidando do seu coração, eu acho que nao tem salario no mundo que pague voce voltar pra casa e ter alguem do seu lado, dividindo sua vida. Acredito que ninguem vive feliz sozinho, por mais realizado que seja na carreira, e Robert, através da doença de Kitty aprendeu isso, tanto que desistiu da candidatura a governador, o que considerei lindo e talvez seja assim, as vezes a vida tem que dar um susto desses para reavalirmos o que vale a pena e esse episódio traduziu bem isso, trabalho bem feito, emocionou e nos mostrou mais uma vez que não somos nada na vida sozinhos e sem amor.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Brothers & Sisters, Opinião

Tags: ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: