BROTHERS & SISTERS – The wig party (4×07)

post bs

Brothers & Sisters novamente trouxe um episódio forte com cenas marcantes e momentos emocionantes. Mas apesar do forte drama apresentado eu não me envolvi muito com o episódio nem me emocionei tanto. Tirando a cena de Kitty, extremamente triste e dramática, o resto do episódio foi fraco apresentando histórias pouco interessantes. Não me levem a mal, adoro Brothers & Sisters, mas a série parece com falta de assunto, criaram uma trágica doença para Kitty (algo já visto em diversas séries), agora um possível gravidez para movimentar uma relação já com vários empecilhos, mas até o momento nada tão grandioso assim. Percebi que muitos gostaram desse episódio descrevendo-o como um dos melhores da temporada, porém acho que sou do contra mesmo, porque achei um dos mais fracos até então, salvando é claro com já disse, a forte cena de Kitty.

Falando em Kitty eu já citei que o drama vivido por ela não me comoveu tanto justamente por ela ser a protagonista e eu não acreditar que exista algum risco. Mas talvez tal drama sirva apenas para nos mostrar o desespero quando isso atinge alguém e formas de superação. No episódio ela desiste das quimioterapias, tentando lutar sozinha contra a doença, contra seu corpo, levando uma vida mais saudável e sem stresses. Mas quando seu cabelo começa a cair ela se dá conta da dura realidade e dura batalha que tem pela frente. Ao final do episódio temos uma cena chocante e forte dela mesma raspando o cabelo. O impacto disso nas mulheres é realmente brutal, e a cena apresentado embora já vista aqui no Brasil em Laços de Família, não deixa de ser triste e comovente. Para quebrar a difícil cena, Nora e Sarah conversavam sobre o novo pretendente de Nora. Destaque também para o apoio de Robert a Kitty nesse episódio.

Scoty recebeu a visita de seu pai, o qual conta que sua mulher havia o deixando. Mais frente Scotty descobre que sua mãe largou seu pai porque ele tinha um caso, e como era de se esperar ele não aceitou bem isso. Na verdade vi na internet pessoas criticando Scotty pela ação dele em condenar seu pai, eu já penso diferente, pois é difícil ver um casamento desmoronar e muito menos aceitar um caso de traição no meio. Não culpo Scotty por sua decepção e por criticar o pai de imediato, acredito que eu tomaria a mesma atitude. Pois é algo que apenas o tempo pode relaxar e não de imediato. É claro que pelo que foi comentado a mãe de Scotty não era uma super mãe nem tinham um boa relação, mas é normal sempre os filhos tomarem a dor de alguém nesses casos. No fim seu pai vai embora e deixa uma revista em quadrinhos antiga que vale muito dinheiro e poderá ajuda-los na barriga de aluguel. Além disso lança uma pergunta interessante, quem será o doador do esperma?

Nora arruma um futuro pretendente, um médico oncologista, e vamos torcer que dessa vez seja uma parceiro que veio para ficar não é?

Justin e Rebecca que vi muitos chamarem Jusbecca ou Justecca, parece que terão mais complicações a frente. Justin pensa primeiramente que ela possa estar doente, depois pensa em gravidez, e ele diz que não, o que mostra que ela não sabia de nada, mas ao fim do episódio quando parece que Rebecca contará a ele que está grávida mesmo, após ouvir o que Justin diz, sobre a faculdade, o casamento, o trabalho e que não seria o momento para uma gravidez, ela desiste de falar. Realmente não é o momento certo. Não sei se a relação deles resistirá a isso, e eu até preferia que a temporada se focasse em Sarah, Kevin e Kitty com estão com histórias em andamento e deixassem Becca e Justin mais calmos, progredindo na relação, ao invés de criar uma gravidez que pode só trazer mais problemas. Logicamente um filho é motivo de alegria e com o tempo eles ficarão felizes com isso mas não sei se foi uma boa idéia. Por outro lado um bebê Harper e Walker causaria muita coisa na série sobretudo para Nora e Holly, nesse parte se formos pensar, valeria a pena.

Enfim, eu não vibrei muito com o episódio, talvez pela história fraca de Scotty, a gravidez fora de tempo e pouco envolvimento com o drama de Kitty. Mas de fato a cena final ao som de Never say never de The Fray, com Kitty raspando os cabelos, Rebecca olhando sem saber o que fazer com Justin, foram as melhores partes do episódio, sem mencionar Nora na garupa do médico motoqueiro. Vamos ver o que eles pretendem daqui para frente, apesar das histórias não me agradarem tanto sem dúvida emocionam mesmo assim, aliás Brothers & Sisters sempre faz isso bem.

Explore posts in the same categories: Brothers & Sisters, Opinião

Tags: , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: