BROTHERS & SISTERS – Last tango in Pasadena (4×05)

tangp0518

Brothers & Sisters vem fazendo uma tranqüila e prazerosa temporada para se assistir. O 5º episódio da temporada, “Last Tango in Pasadena” pode não ter sido tão forte e emocionante como os anteriores, mas definitivamente manteve o bom humor da série alternando com momentos doces e especiais. Trouxe dança, e com isso um pouco de esperança, e não tem uma frase mais ou menos assim, onde dizem que o dançar é a forma da alma se expressar? Então acho que foi o que vimos nesse episódio. Várias expressões do que está dentro de nós, que as vezes nos faz rir, chorar, ter medos, coragem, e enfrentar o que passamos e sentimos. Diversas tramas aparecendo, outros mantendo sua continuidade, e com isso a série só tem a ganhar e especialmente nós seus fãs, somos presenteados com 42 minutos de entretenimento.

Luc chegou para agitar o clã dos Walker, e como eu disse, sua dança e espírito francês trouxe um pouco de esperança a toda família. As dificuldades de Becca e Justin com relação ao casamento e especialmente com a dança serviram para desencadear várias outras questões e até maiores para os demais personagens. Justin dançando com Luc foi uma cena muito divertida, o tango dele com Becca foi sensual e deixou todos de boca aberta e o affair que o francês causou em todos na família foi o mais divertido do episódio, todos literalmente babando pelo francês. Ok, em certas cenas ele me pareceu mais gay de tão bonzinho do que um grande pretendente para Sarah mas acredito que foi apenas para mostrar que ele é um cara legal, um bom partido e tudo que Sarah vem merecendo há tempos. Se na vida real não há pessoas assim, que a ficção nos presenteie com tal ilusão. A cena dele saindo da piscina, me pareceu entre tantas outras onde estamos acostumados a ver mulheres mostrando seus corpos esculturais e cheias de sedução e dessa vez em BS era um homem fazendo isso, movimentando toda a família.

A principio Nora não conseguiu se encantar com o francês e nem viver toda essa vida normal de todos, muito menos de forma alegre, mas ao final do episódio, onde ele a convida para dançar valsa e percebe que ela tem passado por dias difíceis, pois esta totalmente tomada pela doença de Kitty, de fato foi uma cena bem bonita onde Nora aprendeu que apesar de todo o drama e dor do momento, ela precisa achar uma forma de continuar vivendo. A presença dos filhos de Sarah e a dificuldade de conta a eles sobre Luc e mais ainda sobre a doença de Kitty também foi interessante. Nora conta a verdade sobre Kitty a eles, que os assusta ainda mais sendo crianças, e isso gera um atrito com Sarah mas elas acabam achando uma forma de se entender e gostei da cena em que Sarah pede conselhos a sua mãe sobre contar ou não para as crianças sobre Luc. Sabiamente Nora diz para ela ver onde essa relação vai dar para então dizer algo.

Kitty e Robert tem um momento bem romântico no episódio, com fogos de artifício e tudo mais, enfim o que o dinheiro não pode comprar não é? Mas foi uma cena bonita, especial como há tempos os dois não tinham, não impressionou tanto Kitty, pois como ela mesma disse, só quer viver uma vida normal sem deixar o câncer ser o centro de tudo. Tarefa difícil essa mas ela vem sendo uma lutadora.

Scott e Kevin tiveram uma série discussão. Eu ainda acho Kevin chato e arrogante, extremamente controlador. E nesse episódio, quando surge uma amiga do Scott do nada e propões ser a mãe de aluguel deles e Scott adora a idéia e Kevin não, confesso que fiquei mais a favor do Kevin dessa vez. Primeiro porque não gostei dessa idéia de barriga de aluguel, segundo porque preferia o método da adoção e terceiro porque com certeza isso trará muitos problemas. Mas por mais que Kevin apenas não tenha gostado de tal idéia porque é algo que não partiu dele e foge ao seu controle eu também achei Scott demais de empolgado e Kevin mais centrado dessa vez. O tango dos dois que não aconteceu, se deu fora do palco numa enorme discussão onde Scott fala umas boas verdades a Kevin que há tempos merecia ouvir, mesmo sendo sobre o assunto da mãe de aluguel que eu não curti, mas Scott está certo, tudo Kevin decide, tudo é como ele quer, quando ele não se deixa confiar nas decisões e instintos do seu parceiro. Só espero que os instintos de Scott sobre a tal Michele não estejam errados.

Holly e seu parceiro finalmente têm algum destaque, a principio uma briga com ela exigindo mais participação e dinheiro dele. Mas que mascarava a real verdade, tudo que ela ganhou de William está perdido, ela está falida e ao contrário de vermos uma Holly desesperada porque perdeu o dinheiro, o que mais senti nela foi uma tristeza por não poder dar a filha o casamento que vinha programando. Ah e Ryan apareceu de relance nesse episódio, o que será que os produtores estão tramando não é? Ryan ainda vai aprontar muito ou ficar assim isolado? Querendo ou não, ele é irmão de Kitty e até então não vimos nenhuma menção dele com relação e ela e a doença. Será que o plano de vingança dele é tão maior que tudo?

Um bom episódio, nem de longe cansativo de se ver ou desanimador, mesmo não tendo toda a carga dramática dos anteriores. Foi divertido, gostoso, e eu gostei muito do resultado. Uma bela cena final de todos no quarto com Kitty, mostrando que acima de tudo, família é família não é e volte e meia precisamos dela.

Explore posts in the same categories: Brothers And Sisters, Opinião

Tags: , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: