GLEE – Mash-Up (1×08)

258xxxx

E parece que Glee parou de me desapontar, depois do memorável episódio da semana passada, o desta semana conseguiu manter o nível e ser muito bom. Não foi tão emocionante como o anterior, mas foi muito divertido e rendeu história pra muita gente. Foi um episódio extremamente musical, e todas se encaixaram como luvas nas cenas. Falaram de popularidade, de amores não correspondidos, de corações partidos e especialmente de serem amigos de verdade. Deram vida social a Sue, mostraram que Puck tem coração além do seu lado bad boy, Will fez todo mundo dançar e foi um episódio onde todo mundo dançou em todos os sentidos possíveis, literalmente e figurativamente falando. Na dança da vida ou melhor, na dança do coração, esse episódio deu muito trabalho aos corações do Glee club.

Comecemos por Will. De cara de um show de dança no início do episódio, a música não foi muito do meu agrado, mas a dança foi ótima. E o garoto negro e o japa do Glee Club, não posso dizer se cantam bem, mas de longe são os melhores dançarinos do grupo, nem as meninas fazem tão bem. Voltando a falar de Will, também precisamos voltar ao triângulo amoroso, falando de Emma e Ken. Numa cena com Ken meio contrariado, ele e Emma procuram Will para ele tentar juntar as duas músicas que eles querem pro casamento, como já era esperado, ao final ele diz a Emma que as duas música são incompatíveis, o que Emma também já sabia. Foi um episódio onde se acentuou a frustração dos sentimentos de Emma e Will, ambos se gostam mas não podem ficar juntos ainda e fogem disso. Que se amam é evidente. E Ken logicamente vê tudo isso e até fala a Will que ele é o prêmio de consolação para Emma e por ele gostar tanto dela, ele aceita essa condição. Ok Ken não é nenhuma flor que se cheire, ele é totalmente desagradável, mas ainda não desenvolveu um lado mal que faça todos o odiarem. Claro que ninguém quer ele com Emma, mas não deixa de ser louvável ele ama-la tanto a ponto de aceitar tal condição.

Mas num mundo onde nem sempre os adolescentes de dentro de nós, nos abandonam com o tempo, Ken toma atitudes típicas de um garoto mimado e vingativo. Ao ver Will e Emma dançando, ela no vestido de noiva da Lady D, ele decide sabotar o Glee Club marcando treino de futebol bem no horário, forçando os meninos escolherem entre Glee e o esporte. Ao final, numa cena bacana entre Finn e Ken, Finn diz ao treinador que na quer ter escolher entre as duas coisas, que quer viver num mundo onde tudo possa ser possível,que como líder do time quer poder tomar as escolhas certas para ele, que tenham a ver com sua felicidade. Como já dito aqui, Ken não é o maior vilão da história e concorda com Finn cancelando os treinos.

Emma e Will nas duas cenas em que dançaram juntos com ela vestida de noiva, deixaram claro que é um casal pelo qual todos torcem e finalmente pudemos ouvir Emma cantando e ela cantou muito bem, numa linda cena de dança embalada por uma linda canção. Sue estava toda boazinha no episódio, justamente por estar repentinamente e rapidamente apaixonada por um tipo estranho da emissora de tv. Mas como era de se esperar, ele era um canalha e a magoou, e o previsível do episódio foi saber que Sue logicamente iria se ferrar com esse cara e voltar a ser bitch. Antes disso, a cena dela dançando com Will foi ótima, divertida e muito legal. Mas a bitch está de volta, e termina o episódio infernizando Will e fazendo sua primeira vítima, Quinn, pra quem ela diz com todas as letras que ela é uma desgraça e está fora das líderes de torcida por estar grávida.

Finn e Quinn enfrentaram o problema da popularidade, com todos os rejeitando por estarem no Glee, e durante todo o episódio o famoso copo com suco que sempre jogam em Rachel, andou a solta e dessa vez eram Quinn e Finn que levavam suco na cara. A conversa deles com Emma sobre popularidade foi bacana especialmente quando Emma perde o foco e dá a idéia de usarem óculos por ver Will de óculos o que ela achou sexy. Então Quinn e Finn passam o episódio todo perdidos, até perceberem ao final seus verdadeiros amigos e quem os apoiaram e ajudaram sempre. Não seriam as amigas fúteis de Quinn, muito menos os cabeças vazias do futebol para Finn, mas sim os demais 10 amigos do Glee. Esse papo de popularidade pode até ser chato, mas foi uma forma da série mostrar como a gravidez do casal e o Glee afetaram suas vidas no colégio. O que estranhei foi que o foco sobre os dois foi muito mais por estarem no Glee e não pela gravidez, o que achei que veio tardio tal assunto, 8 episódios para abordar isso sobre os dois? Sendo que já estão no Glee faz tempo. Enfim, acredito que a gravidez influenciou essa situação, mesmo sendo pouca abordada nesse episódio.

Mas popularidade é algo não apenas do universo adolescente, se formos ver, estamos cercados disso. Mesmo no mundo adulto e jovem, muitas pessoas estão mais preocupadas em estar ao lado de alguém que renda status ou que te eleve na carreira, do que ao lado de verdadeiros amigos. E pior que isso, muitas pessoas viram as costas para amigos de verdade para andar com “gente assim”. Então ser popular, um drama que parece fraco e bobo no universo teen, é algo que os adultos que já deveriam ter aprendido alguma coisa da vida, cometem muito. Veja quantos reality shows na tv, todo ano temos que agüentar uma porcaria de big brother, que infelizmente faz o maior sucesso no nosso país, são todo ano 12 ou 14 pessoas que você fica 3 meses ou 4 ouvindo todo mundo falar delas. E a coisa piora, porque daí como na maioria das vezes esse povo só tem o corpo para oferecer posando para revistas, continuam o resto do ano tentando aparecer na tv. Tem coisa mais fútil que essa falsa popularidade e estrelismo nada saudável cujas essas pessoas que participam, onde geralmente não tem nada culturalmente a oferecer? Eu só preciso abrir uma exceção nesse universo big brother que tanto detesto é sobre a Grazi, que graças a sua simplicidade e humildade, e muito estudo e trabalho, vem se revelando uma ótima artista, uma ótima atriz. Então saída de algo ruim, ele fez algo bom para nós e para ela.

Agora vamos a Rachel e Puck. Uau, que surpresa, nunca imaginei os dois juntos. E com o espaço dado a Puck nesse episódio, finalmente, ficamos sabendo da questão judiaca dele e de Rachel, o que aproximou ele dela. Logicamente ele repleto de más intenções, mas com o convívio, fomos conhecendo um lado mais bonzinho dele. Todo atencioso com Rachel, reconhecendo que não era legal quando jogava suco nela, especialmente pela sensação de humilhação. Além disso escolhendo Glee ao invés do futebol. E ao final tendo o coração levemente partido por Rachel, onde ela diz que eles não devem ficar juntos, e faz o bad boy questionar porque nenhuma garota fica com ele e Rachel diz, porque você age igual um idiota. E eis que após isso, ele volta a ser o bad boy, Rachel que fala que mesmo não ficando juntos podem ser amigos e ele diz que nunca foram amigos. Duas saídas para isso, primeiro ou realmente ele se magoou com o fora porque raramente você já fica amigo de alguém quando leva um fora, ou simplesmente porque é mais fácil para ele esconder sentimentos agindo assim, não que ele esteja apaixonada por Rachel, porque como sabemos e ela diz isso a ele, ele gosta de Quinn e olha para ela, da mesma forma que Rachel para Finn. Por isso os 2 se aproximaram, não podem ter quem realmente querem. E o que mais gostei, foi ver Puck cantando finalmente, e a música Sweet Caroline realmente era ótima, combinou com a cena, mexeu com Rachel, ele cantou mesmo para ela. Mas comoveu Quinn também e talvez inconscientemente foi para Quinn. Pudermos ver todo o sentimento por trás do bad boy cantando apaixonadamente algo que estava em seu coração. E descobrimos o real motivo dele ter entrado para o Glee, como Rachel percebeu e disse, ele só entrou para ficar perto de Quinn. Um bad boy que como imaginávamos não era tão mal assim, já que tem um coração apaixonado. E Puck se chama Noah, eu não sabia. Bonita cena quando Rachel limpa ele no banheiro do suco, bonita cena quando ele aparece no ensaio de Glee e a abraça, ah e também doce a cena quando conversam vendo o time de futebol no final. Vimos um Puck bem introspectivo nesse episódio.

Enfim, um muito bom episódio, falou muito bem de amizade, de reconhecer seus amigos e valoriza-los, e a cena que mais demonstrou isso foi quando Finn vai jogar suco em Kurt e quem acaba fazendo isso é o próprio Kurt que pega o suco da mão de Finn e jogou em si próprio e diz para Finn ver se os caras do futebol fariam isso por ele, porque é hora dele ver quem são seus amigos de verdade. Quando vi Kurt fazendo isso, a primeira coisa que pensei foi devido ao amor platônico que sente por Finn, mas quando ele fala sobre amizade, nossa, surpresa total e bela lição para Finn. Ah já estava esquecendo, o que era Sue de terninho, eu sempre achei que ela teria algum cromossomo Y. Ah outra coisa, tudo na vida tem símbolos, representações que marcam algo ou dão significado a sentimentos, talvez no Glee o símbolo de amizade entre eles, sejam os sucos na cara e divertida a cena que eles integram Will ao time jogando suco nele. Mas enfim, belo episódio falando de amizade, onde sejam adolescentes ou sejam adultos, a vida está sempre nos fazendo fazer escolhas, como valorizar os verdadeiros amigos e saber reconhece-los, porque no final de tudo, seja um incentivo na carreira ou um amor que não deu certo, serão eles que estarão do nosso lado, para quando não possam impedir nossas lágrimas, possam ao menos dar um abraço dizendo que tudo vai ficar bem. Um episódio cheio de momentos introspectivos, onde vários personagens foram buscar um pouco de si mesmos em seu coração, uma auto análise, quem são, o que sentem e o principal, o que fazer com esses sentimentos…

Anúncios
Explore posts in the same categories: Glee, Opinião

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: