GREY´S ANATOMY – Tainted Obligation (6×04)

b052b4db2eaf5730f17b0d4082395aef

Mais um episódio de Grey´s, focado na emoção, mas sem surtir grandes efeitos, pelo menos a mim não emocionou muito. Nota-se na série a preocupação em buscar novos dramas e histórias, dando a todo elenco maior participação e casos mais interessantes, uma vez que daqui um pouco a protagonista da série, Meredith se ausentará em diversos episódios devido a sua gravidez. Por fim, um episódio bom, regular, seguindo os passos do que essa temporada propõe, a fusão dos hospitais, recuperação de Izzie, etc.

O pai de Meredith e Lexie reapareceu, cirrose aguda, necessitando de um transplante urgente e vemos 2 extremos nessa situação. De um lado Lexie totalmente comovida pelo drama do pai, sem se importar com o seu alcoolismo que o levou a esse estado e de outro Meredith totalmente indignada e ainda com raiva. De fato ela não perdoa o pai pela infância que ele lhe deu, não o considera pai de forma alguma, e de certa forma vê-lo assim tão debilitado para ela foi apenas conseqüência do tipo de vida que ele levou. Cruel isso? Sim, não, talvez. Sendo bem realista, se olharmos por ae encontraremos muitas Lexies, comovidas e tomadas pelo ato de ajudar alguém que amam, independente do que causou isso, mas também veremos Merediths, duras, incapazes de perdoar, afundadas em suas próprias dores e magoas.

Lexie tenta de tudo quanto é forma ajudar o pai, tenta conseguir o transplante, faz uma proposta nada ética a Dra Bailey e recebe uma reposta nada educada em troca. Tenta ser doadora mas não pode ser, e então vem a cena mais forte entre ela e Meredith no episódio, Lexie pede a Mer que faça o teste para ver se pode ser doadora. Mer atende o pedido da irmã, como um amigo bem disse e lembrou, é a primeira vez que Mer age como irmã de fato, que se preocupa e se posiciona como alguém que a ama também. È como se finalmente reconhecesse que Lexie é sua irmã. Decisão coerente, porque por mais que ela odeie o pai, talvez seja mais fácil ela viver com essa raiva e indiferença do que com a culpa do que poderia ter feito por ele ou não, merecendo ele ou não do ponto de vista dela.

Em outra ponta do episódio matei minhas saudades do Dr Harold Abbott de Everwood. Na verdade era o ótimo e engraçado ator Tom Amandes que deu as caras em Greys num caso nada normal. Mas rendeu cenas engraçadas e boa atuação do Sloan também.

Cristina continua na sua ânsia por cirurgias, chega a ser cômico o que ela faz pra conseguir isso. ‘As vezes ela me parece uma açougueira. E eis que ela consegue, porem foi “castigada” por uma cirurgia nada “convencional” para uma mulher, mas passou bem pelo teste e deixou os médicos caladinhos na hora. Callie teve uma cena bonita com o chefe, acho que finalmente os 2 lados entenderam o que cada um passa. Já Alex e Izzie sem grandes acontecimentos, tirando o urso, novamente vemos o dilema de Izzie e seus pacientes, a médica mais humana de toda a equipe, que mais se apega com seus pacientes, e eu gosto disso, teve um episódio difícil. O médico do Iraque, que nunca me lembro do nome, diz a ela que é hora dela escolher, ser paciente ou ser médica, após uma decisão dele, sugerida por Izzie que vitimou um paciente com câncer. Honestamente foi a cena mais triste pra mim do episódio e que me comoveu. Torcia pelo paciente e para que a estatística de Izzie estive certa, mas a vida não segue estatísticas não é, apenas os homens gostam de fazê-las, a vida tem sua própria conta.

Eu nunca fui muito fã do estilo de Greys, de sempre colocar pacientes e situações que tivessem a ver com o que os personagens estão passando no momento, sempre achei uma forma forçada de fazê-los cair na real. Mas por outro lado, isso funciona, e muitas vezes é mais fácil nos decidirmos por algo quando vemos tal situação na vida dos outros. É um jeitinho do destino de nos fazer acordar e enxergar o que evitamos e assim nos posicionarmos.

Bom, um episódio normal, ah e parabéns a Lexie, episódio todo dela, e no meu jeito de ser com grey´s, ou seja, sempre com os 2 pés atrás, eu ainda espero que a serie encontre bons assuntos para os personagens e volte a emocionar como sempre fez. Grey´s pode ser irritante demais as vezes, mas quando ela acerta, quando se trata de emocionar de verdade, ela faz a lição de casa direitinho.

Explore posts in the same categories: Grey´s Anatomy, Opinião

Tags: , , , ,

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

2 Comentários em “GREY´S ANATOMY – Tainted Obligation (6×04)”

  1. Luciana Says:

    Muito legal esse seu blog de séries, eu sou fã de várias!
    Ainda estou no episódio 4 de Greys, detestei a morte do George, parece que a turma perdeu um pouco da graça. Assim como vc, a parte emoção desse episódio foi a morte do rapaz que tinha câncer.

  2. markinseries Says:

    obrigado Luciana
    valei a visita e o comentario, mesmo nao concordado sobre brothers and sisters hehe, faz parte ne..
    gosto de escrever e dae uso aki como ferramente.
    e greys ta fraca ne? mas mesmo assim da pra assistir.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: