BROTHERS & SISTERS – Breaking the news (4×02)

12a3cb23e34ce5cfe4b4183507899103

E o drama está de volta, após a premiere cômica, Brothers and Sisters tem um segundo episódio altamente focado no drama. Foi forte, triste e emocionante. Algumas idéias podem não ter sido as melhores, mas de certa forma, tudo se encaixou no episódio. Antes de entrar no segundo episódio vamos a duas questões que esqueci de abordar na resenha do episódio anterior. Primeiro, o uso do suspense de um possível acidente de carro com Rebecca e Justin, e ao ver o episódio 2, foi totalmente desnecessário o uso disso na premiere. E o outro fator era Kitty, com o drama sobre um possível grave doença, pois a primeira idéia que tive foi que ela e Robert só se acertariam devido a isso. Mas, chegamos ao episódio 2 e mesmo não gostando dessa idéia para Kitty, a emoção transmitida funcionou bem.

Primeiro vamos a Kevin, eu nunca gostei muito dele, sempre o achei impulsivo e empolgado demais e nesse episódio novamente fiquei mais do lado de Scott do que de Kevin. Mas foi muito interessante ver Kevin tão feliz com a idéia de ter um bebê, um grande passo na personalidade dele, mesmo ele forçando Scott a aceitar isso rapidamente e de outro lado gostei muito das razões para Scott ter medo. As considerei plausíveis, reais e ele está certo no modo dele, a vida mudará, ele ama a profissão dele, Kevin tem um trabalho com consome todo o seu tempo e ele não vive sem isso. Então como enfrentar isso? Como sabemos, vários casais passam por isso e superam, os filhos vêm e a vida segue. E Kevin deixa claro que se esforçara no que for preciso para não ser ausente. Apesar disso que ele disse, ainda acredito que eles terão problemas a frente, mas que conseguiram supera-los juntos. Ainda entendo as dúvidas de Scott e gosto quando ele coloca um freio em Kevin, sendo mais realista, mas como disse, minhas dúvidas sobre Kevin continuam. Conseguirá ele mesmo se desligar um pouco de sua profissão?

Falando em profissão, chegamos ao caso de Kitty e Robert, e mesmo sabendo o que todos dizem, que Robert sempre foi ambicioso, que Kitty casou com ele sabendo do amor dele pela política, eu Marcos, na temporada passada entendi muito mais o lado de Kitty, vivendo com alguém que pensa muito mais na sua carreira, deixando quase tudo de lado em prol disso. Hoje ele sofre as conseqüências disso com um casamento problemático, mas vemos que nem assim ele mudou muito. Kitty passa o episódio tentando contar a ele sobre sua doença e ele como sempre preocupado com sua campanha. Kevin também está de cabeça nessa campanha e abandona Scott na casa de Nora após uma ligação de Robert. Dois homens fortemente impulsionados por suas carreiras, mas eu sou muito mais o lado de Scott e Kitty e o imagino o empenho de ambos para manter o amor ao lado de pessoas assim. Por fim, Kitty conta a Robert que está com um câncer, maligno e agressivo, e isso é o que o faz parar, o que faz ele dar freada em si mesmo, no seu mundo e seus problemas. E ao final do episódio vemos ele fazendo o que não fez temporada passada, num dos momentos mais difíceis para Kitty ele estava ao lado dela, presente, como ela sempre quis. Logicamente a cena foi emocionante.

No resto do episódio temos uma disputa na empresa que envolve Saul, Holly. Becca e Ryan e ao meu ver me pareceu mais Saul protegendo seu soldado Ryan do que Holly colocando a filha no meio disso. Eu não lembro ao certo se Saul ficou sabendo das reais intenções de Ryan na temporada passada quando decidiu apoiar o garoto e ajuda-lo. Mas acredito que ele terá muitos problemas pela frente com a cobra que ele está abrigando na empresa. E ainda não sei quem é aquele homem misterioso que se encontrou com Ryan. Justin e Rebecca sem grandes problemas, apenas lidando com as rotinas de cada um, sem muito drama, e resolvido com tranqüilidade no final.

Nora esteve bem no episódio todo, muito melhor do que aquela Nora meio chata que costumamos ver todo os episódios (peço desculpas aos fãs de Sally e da personagem, mas não acho a atuação dela como Nora tão destacável assim, da mesma forma que considera uma personagem meio chatinha as vezes). Vimos um lado seu mais fraco, com medo, mais humano talvez do que caricato. A cena dela com Saul na cozinha, ao já estar sabendo da doença da filha, retratou bem o drama dessa doença, na forma que o mundo para e nenhum outro assunto interessa. Bela cena também quando ela conta ao irmão da doença da filha.

Enfim, um bom episódio, bem dramático, como só Brothers & Sisters sabe ser, teremos uma luta pela frente de Kitty contra a doença, ou seja mais drama pela frente, porém essa série sabe ser engraçada quando precisa e quer também. Até aqui uma temporada começando bem, alguns erros, alguns acertos, mas trazendo emoção, e as vezes isso é o principal.

Explore posts in the same categories: Brothers And Sisters, Opinião

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: