THE VAMPIRE DIARIES – EPISÓDIO 3

stefan

The Vampire Diaries continua me deixando intrigado e mais curioso a cada episódio. O 3º episódio da temporada foi muito bom e em nenhum momento até então considero a série cansativa ou plágio do que já vi em outras histórias do gênero. Tenho lido muitas críticas comparando Vampire a Crepúsculo mas na minha simples opinião, discordo um pouco disso.

Falar de True Blood, The Vampire Diaries e Crepúsculo e ficar procurando comparações, dizendo que uma é cópia da outra, tudo isso pode tirar um pouco do prazer quando as assistimos. Pra mim, cada uma tem seu roteiro original, sua idéia e a semelhança que encontro é um casal romântico em cada uma delas cuja maior ligação seja o tema vampiros, mas a partir daí cada uma segue seu caminho, pode ser que uma vez ou outra se encontrem informações similares nessas produções, pois todas falam de vampiros, mas ainda prefiro deixar Vampire Diaries de um lado e Crepúsculo do outro. O primeiro livro de Vampire Diaries foi publicado em 1991 e Crepúsculo em 2005, então  acho que o legal seria respeitar as duas obras.

Friday night bites, deu continuidade a série, e fugindo do ritmo acelarado de 200km/h que vemos em Glee a cada episódio, Vampire segue mais lenta, nos deixando curiosos e presos a Elena e Stefan. Adoro a química do casal, os 2 em cena combinam muito bem, e mesmo em se tratando de um universo adolescente, com personagens clichês ou que já vimos em outras séries teens, a série ainda consegue despertar interesse. Acredito que o nome possa ser uma alusão a série Friday Night Lights, ainda mais num episódio sobre futebol americano.

Nesse episódio Bonnie se aproxima mais do seu dom e começa a perceber que isso fará parte dela, Elena alertada pela amiga sem dar importância num primeiro momento a isso, após ver Stefan se cortar e sarar rapidamente começa a ter suas desconfianças e Damon começa a fazer um cerco maior a Elena, nos mostrando que esse triangulo amoroso renderá muita coisa pela frente. Gosto das cenas quando Stefan escreve em seu diário, nesse episódio ele se mostra angustiado buscando um lado bom no irmão, e o que Stefan ainda não sabe é que justamente o que ele pensa que poderia salvar seu irmão é justo o amor iniciante por Elena. Damon na cena final apenas vê Elena dormir e não faz nada, não a ataca, não morde, simplesmente nada, apenas a observa, a acaricia.

Do outro lado o irmão de Elena continua problemático e digamos mais chato ainda, Vicky é a típica personagem estereotipada que arruma confusão, Ty o típico personagem estereotipada metido a ser brigão e o ex namorado de Elena parece seguir outro caminho a se aproximar de Stefan e entender que seu sentimento por Elena deve ficar no passado. Enfim típicas situações e personagens que já vimos em diversas séries. Mas em Vampire tudo pode ser mudado a cada minuto não é? Basta uma mordida.

Talvez a única coisa que me incomode é como a série vai tratar essas “mordidas”, todo episódio algum personagem é mordido, já tivemos Vicky, Caroline e agora o professor arrogante que pelo visto tem duas graduações não é, Educação física e História. Não sei porque achei isso estranho, foi preguiça de arrumar mais atores para um outro papel ou uma tática para não deixar o elenco tão grande? Em todo caso, todo mundo vem sendo mordido por Damon, até agora ninguém se transformou ou morreu de fato – provavelmente Damon “se alimenta” mas não quer revelar-se, porém a série tem que lidar muito bem com esses ataques e o domínio dos vampiros sobre suas vítimas, pois essa saída de morde-los e depois controlar suas mentes quando bem precisar pode se tornar aquela velha história chapada de Smalville, onde ninguém nunca lembra de nada do que viu.

Por fim, um episódio que além do vampirismo trouxe características humanas a todos, tanto Stefan quanto Elena tentam se enquadrar na sua vida cotidiana, com o colégio e suas coisas e quantas vezes a vida já não nos forçou a isso, quantas vezes já não nos sentimos deslocados e tentamos nos ajustar, e alem disso a forma que Stefan protege Elena, tudo que ele faz para protege-la, agora ainda mais ameaçada por Damon é muito bonita de se ver, o cuidado dele com ela, os olhares, gestos, toques, você vê realmente que ele a ama, belas cenas de ambos.

Enfim, não sou um critico especializado em tv, filmes ou seriados, ainda parto da premissa que gosto é uma coisa muito pessoal, tem pessoas que estão adorando a série, outras odiando, mas é sempre assim não é? E eu posso estar falando um monte de besteira aqui, mas a melhor parte de ver um bom programa é ter o que comentar depois,  seja com amigos, num blog, mas que nos desperte algo e até então Vampire tem brincado com minha emoção.

Explore posts in the same categories: Opinião, The Vampire Diaries

Tags:

You can comment below, or link to this permanent URL from your own site.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: